Aliado de Iris diz que desvio na merenda escolar continua e rombo é ainda maior

Clécio Alves afirmou que a prática ocorre desde 2015, quando o caso foi denunciado pelo Legislativo, mas se estende até os dias de hoje e teria se aprofundado

Vereador Clécio Alves (PMDB) | Foto: Alberto Maia / Câmara Municipal

O vereador Clécio Alves, do PMDB, usou a tribuna da Câmara de Goiânia nesta quarta-feira (29) para denunciar suposto caso de desvio na merenda escolar na rede municipal de ensino. Segundo ele, a prática ocorre desde 2015, quando o caso foi denunciado pelo Legislativo, mas se estende até os dias de hoje e teria se aprofundado.

“Tenho subsídios que comprovam que o desvio agora é maior do que antes. Estão roubando muito mais que na época do Paulo Garcia”, disse o peemedebista em entrevista ao Jornal Opção. O vereador relata que tem sido feito um levantamento de todas as supostas irregularidades e garante que a denúncia é procedente, mesmo sem apresentar qualquer prova.

Segundo apurado pela reportagem, atualmente, a Secretaria Municipal de Educação (SME) é responsável pela compra de produtos não perecíveis, que são entregues uma vez ao mês nas escolas. A compra do restante do material é feito pela própria unidade. O repasse deste recurso pela pasta, no entanto, tem sofrido atrasos.

“Eu fico lamentando, porque sou uma pessoa que ajudou a eleger o Iris. Isso é muito grave, não podemos aceitar de forma alguma”, finalizou Clécio.

As denúncias de irregularidades na distribuição da merenda escolar em Goiânia foram feitas pelo vereador Elias Vaz (PSB) no ano de 2015. Na época, foi apontado que o problema ocorria a partir do Departamento de Alimentação Educacional (Dale), central responsável por adquirir os materiais. Desta forma, os alimento eram comprados, mas não chegavam às escolas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.