Aliado de Caiado diz que Iris não precisa prestar depoimento à CEI da Saúde

Paulo Daher (DEM), autor de convocação do ex-governador Marconi Perillo, votou contra convite para que prefeito participe de reunião da comissão

Vereador Paulo Daher (DEM) | Foto: Wictória Jhefany / Câmara Municipal

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga possíveis irregularidades da Saúde em Goiânia aprovou, nesta sexta-feira (23/4), requerimento para que o prefeito da capital, Iris Rezende (MDB), seja convidado a prestar depoimento ao colegiado.

Votou contra o requerimento o vereador Paulo Daher (DEM), mesmo tendo sido autor de requerimento de convocação do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) na semana passada. O requerimento depois foi transformado em convite pelos integrantes da comissão e o tucano participou da CEI na última sexta-feira (20/4).

“O prefeito já nos recebeu no Paço. Não tem necessidade dele comparecer à CEI da Saúde”, justificou o democrata. A vereadora Dra. Cristina Lopes (PSDB), porém, rebateu o argumento lembrando que a reunião da CEI com o prefeito foi logo no início dos trabalhos. “Muitas situações se desenrolaram desde então. O senhor está sendo incoerente porque acha que o governo do Estado tem que responder pela situação da saúde em Goiânia mas acha que não é importante ouvir o prefeito Iris. Quem é o prefeito dessa cidade? É o Marconi? Leonardo Vilela [secretário Estadual de Saúde]?”, questionou.

Na votação do requerimento, o vereador do DEM foi voto vencido e o convite a Iris Rezende foi aprovado. O prefeito deve participar de reunião da CEI na próxima sexta-feira (27/4)

Diante disso, Paulo Daher se prontificou a levar o convite ao prefeito e marcar uma agenda. Ele defendeu que o emedebista não vá à Câmara como os demais depoentes, mas que os integrantes da CEI tenham uma reunião com o prefeito no Paço Municipal. “Me disponho a falar com o prefeito ainda hoje para marcarmos agenda. Tenho certeza que não terá problema em nos receber”, disse.

O presidente da comissão, vereador Clécio Alves (MDB), concordou com a possibilidade mas adiantou que vai exigir que o decano separe tempo suficiente para que todos os pontos sejam abordados. “Não queremos audiência de meia hora. Podemos recebê-lo aqui, ou ir até o prefeito, mas com tempo para esmiuçar soluções para os problemas da Saúde de Goiânia”, pontuou.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CLEVERLAN ANTONIO DO VALE

O Iris pode até não ir, mas a secretaria de saúde é imprescindível …