Alego aprova reestruturação de carreiras e criação de 621 cargos no Corpo de Bombeiros

De autoria do Governo de Goiás, proposta cria a possibilidade de promoção para aqueles que se enquadram nas regras do Estatuto dos Bombeiros Militares

O projeto que reestrutura a carreira de oficiais e praças do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CMBO) foi aprovado na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) nesta quarta-feira, 18, com 27 votos favoráveis. O projeto de N° 2163/22 prevê a criação de 621 novos cargos para a corporação. O projeto é de autoria do Governo de Goiás e cria a possibilidade de promoção para aqueles que se enquadram nas regras do Estatuto dos Bombeiros Militares. 

Com isso, o projeto aprovado contribui para a continuidade do processo de expansão e desenvolvimento organizacional do Corpo de Bombeiros em território goiano. A última reestruturação do quadro de oficiais e praças ocorreu há 10 anos, o que provocou a estagnação das carreiras. Atualmente, as promoções no Corpo de Bombeiro ocorrem quando alguém é transferido para a reserva remunerada. Com o projeto, 621 bombeiros militares poderão subir na hierarquia. 

Além disso, com a reestruturação aprovada, será possível ampliar o número de oficiais de comando, oficiais da saúde, oficiais administrativos e praças. Em 2019 e 2021, foram promovidos, em média, 130 oficiais. Neste ano, de acordo com a lei vigente, seria permitida a promoção de apenas 30 oficiais. Agora, com o aumento do quadro e o avanço do efetivo na hierarquia, será possível contribuir para aumentar a capilaridade no Estado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.