Alego aprova criação de Bolsa Qualificação para capacitar profissionais em situação vulnerável

Beneficiários devem estar matriculados em cursos dos Cotecs ou de entidades parceiras da Secretaria da Retomada

Alego aprovou em primeira votação Bolsa Qualificação. | Foto: reprodução

A Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) aprovou, nesta quinta-feira (18), em primeira votação, o projeto de lei que cria a Bolsa Qualificação. O programa visa qualificar a mão de obra das pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica e incentivar a participação em cursos profissionalizantes.

Se o projeto for aprovado em segundo votação, estará apto a ser sancionado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), autor do projeto. O auxílio será oferecido àqueles que estiverem matriculados a cursos dos Colégios Tecnológicos do Estado de Goiás (Cotecs). Além disso, quem estiver matriculado em entidades parceiras da Secretaria da Retomada (Ser) também poderão receber o benefício.

O projeto alterará a Lei 21.072/2021 para incluir o Bolsa Qualificação na norma que já prevê a Bolsa Alfabetizador e o Auxílio Alimentação. O projeto seguirá agora para segunda votação em plenário na Assembleia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.