“Ainda não houve decisão da UFG”, diz reitor sobre título de honra a Lula

Edward Madureira explicou que existe uma série de processos até que o título de doutor honoris causa seja concedido, ou não, ao ex-presidente

Professor Edward Madureira Brasil, reitor da UFG | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O professor e atual reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Edward Madureira, cedeu  entrevista ao Jornal Opção explicando sobre o processo de concessão do título doutor honoris causa, pedido para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pela Faculdade de Ciências Sociais da UFG (FCS). A solicitação foi alvo de polêmica na última semana e motivou moção de repúdio da Associação Médica de Goiás (AMG), que emitiu comunicado contra a titulação de Lula.

Segundo Edward, houve um equívoco grave no informe da AMG, pois não há como retirar um título de algo que ainda nem foi concedido. “Não há decisão da universidade, pois ainda estou checando na reitoria para ver o que chegou oficialmente sobre essa concessão”, disse.

O reitor explica, ainda, que o estatuto da universidade prevê, sim, a concessão de alguns títulos honoríficos como o doutor honoris causa que podem ser propostos por algumas instâncias da UFG, pela reitoria ou pelas unidades acadêmicas, como fez a FCS.

“O pedido é apresentado ao presidente do conselho universitário, eu, que coloca em apreciação ao conselho universitário, formado por membros de elites, diretores de unidades, representantes de professores, técnicos, estudantes, dos órgãos administrativos — um colegiado de cerca de 70 pessoas”, desenvolve Edward.

Depois de todos estes passos o reitor conclui, dizendo que o pedido é protocolado para que se forme uma comissão que avalia se o homenageado preenche os requisitos do estatuto. Depois do parecer da comissão, o conselho se reúne novamente para votar sobre a concessão, terminando o processo. Além disso, devem estar presentes  dois terços do conselho na reunião para que seja valida a decisão.

Ou seja, de acordo com Edward, não há expectativa de quando a possibilidade de titulação do ex-presidente será definida, ao menos, não por enquanto.

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nilson Gomes Jaime

No futuro, Dr. Edward Madureira Brasil, caso seja concedido título, a UFG estará entre as que se insurgiram contra o grande arbítrio-autoritário que tomou conta do judiciário e de parte da sociedade simplesmente para tirar Lula do poder. A condenação de Moro não passa no crivo de um aspirante a advogado. A condenação em segunda instância, caso tenhamos isenção no STJ, mostrará que Lula foi preso baseado em indícios. 58% da sociedade já se deu conta disso, que se trata de um processo político. Mandela também já esteve preso, acusado de todas as torpezas que o regime racista lhe imputou,… Leia mais

Thelma Gomes

Não me admira a reação dos médicos goianos, um Estado de coronéis atrasados e reacionários como este. Não conseguem reconhecer qualidades em pessoas que não sejam de sua classe… Ou sua laia…