Agetop vai recuperar a GO-174, entre Rio Verde e Montividiu

Obra foi licitada ainda em 2014, mas não chegou a ser iniciada. Rodovia deve ganhar cerca de 30 quilômetros de terceira pista e anel viário será concluído

Deputado Lissauer Vieire em reunião com o presidente da Agetop, Jayme Rincón | Foto: reprodução / Facebook

Deputado Lissauer Vieire em reunião com o presidente da Agetop, Jayme Rincón | Foto: reprodução / Facebook

O deputado Lissauer Vieira (PSD) anunciou na última semana a assinatura da Ordem de Serviço para retomada das obras de recuperação e construção de uma terceira pista na GO-174, que liga Rio Verde a Montividiu, pelo presidente da Agência Goiana de Transporte e Obras (Agetop), Jayme Rincón. A obra, licitada ainda em 2014, não chegou a ser iniciada devido às chuvas e à falta de recursos financeiros.

“Devo ter ido à Agetop no mínimo umas 12 vezes durante esses seis meses de mandato. Em reuniões com diretores da Agência e com o presidente Jayme Rincon, sempre cobrei o início das obras para a rodovia, que, sem sombra de dúvida, é uma das mais importantes para a economia goiana”, diz o deputado, que foi o autor de um requerimento na Assembleia Legislativa pedindo agilidade na retomada das obras.

As obras, que serão executadas pela empresa Rodocon Construções Rodoviárias Ltda., têm previsão de reinício até o dia 15 de agosto e são um esforço comum entre o deputado e o prefeito de Rio Verde, Juraci Martins (PSD).

Dos 41,7 quilômetros da estrada que terão a pavimentação asfáltica recuperada, cerca de 30 quilômetros contarão com terceira pista. A obra custará R$ 25 milhões e tem prazo de entrega para o final de 2016.

A Ordem de Serviço determina também o término da execução do Anel Viário que liga a BR-060 à GO-174. Faltam apenas cinco quilômetros para a conclusão das obras. “Outra obra de extrema importância para Rio Verde. Esse anel irá ajudar a desafogar o trânsito, principalmente de caminhões, dentro da cidade. Depois de pronto, quem vem de Goiânia para Montividiu, ou em direção contrária, não precisará mais passar por dentro de Rio Verde”, arrematou Lissauer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.