Agentes impedem entrada de maconha lançada por cima do muro da CPP de Aparecida

Direção abriu procedimentos administrativos internos para apuração do fato e aplicação das sanções disciplinares aos detentos destinatários dos materiais

Droga lançada por cima do muro do presidio de Aparecida / Foto: Reprodução

Servidores da Casa de Prisão Provisória (CPP), pertencente à 1ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), evitaram, na tarde do último domingo, 6, a entrada de porções de substância análoga à maconha no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

Os entorpecentes escondidos em peças rosqueadas foram lançados por cima do muro do presídio e interceptados antes que chegassem ao destino final.

Diante do ocorrido, a direção abriu procedimentos administrativos internos para apuração do fato e aplicação das sanções disciplinares aos detentos destinatários dos materiais, conforme determina a Lei de Execução Penal.

Segundo a DGAP, os ilícitos seguem à disposição das autoridades policiais competentes. A Diretoria-Geral reforça, ainda, que a interceptação é resultado de aplicações do conjunto de diretrizes estabelecidas pelo Governo de Goiás em consonância com a Secretaria de Segurança Pública.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.