Aécio Neves anuncia desfiliação de Alexandre de Moraes do PSDB

Presidente nacional do PSDB comunicou que recebeu o pedido de desfiliação do ministro licenciado da Justiça, indicado nesta segunda-feira (6) para o STF pelo presidente Temer

Ministro licenciado assinou pedido de desfiliação nesta terça-feira (7) | Foto: Antônio Cruz / Agência Brasil

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), comunicou nesta terça-feira (7/2) que recebeu o pedido de desfiliação do partido do ministro licenciado da Justiça, Alexandre de Moraes. O ministro licenciado foi indicado nesta segunda-feira (6) pelo presidente Michel Temer (PMDB) para substituir o ministro Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com Aécio, agora Moraes cumpre a previsão constitucional de não ser ligado a partido político para assumir a vaga no Supremo. “Posso afirmar que, a partir de hoje, Alexandre de Moraes é um ex-tucano. Ele cumpre o que determina a Constituição, desfiliando-se do PSDB, porque é incompatível que um ministro da Suprema Corte seja filiado a um partido político”, disse o senador.

Segundo o parlamentar, não há qualquer problema no fato de o ministro ter sido filiado ao PSDB até esta terça-feira (7), algo que vem sido criticado pelos opositores. “Não é incompatível, nem condenável – como já ocorreu com diversos ministros do Supremo – que antes de assumir a função no STF ele pudesse ter também a sua militância partidária, o que é saudável e benéfico à democracia”, completou.

Aécio explicou, ainda, que a expectativa é de que  a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado seja instalada até às 10 horas desta quarta-feira (8). Assim, o ministro poderá passar pela sabatina na CCJ até o dia 22. Em seguida, seu nome será submetido ao plenário da Casa.

Sobre os boatos de que o senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) estaria cotado para ficar com a vaga de Alexandre de Moraes no Ministério da Justiça, Aécio Neves disse que a indicação caberá ao presidente Temer, mas sinalizou que o colega não estaria interessado.

“Eu sempre tenho uma cautela enorme em antecipar nomes para ministérios. Esse é um assunto que cabe exclusivamente ao presidente da República. Mas o que eu posso antecipar é que o senador Antônio Anastasia não tem se mostrado disposto a se distanciar das suas atividades no Senado Federal. Foi o que ele me disse ontem”, afirmou. (Informações da Agência Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.