Advogado ligado a Flávio Bolsonaro é alvo de processo de cassação

Luis Gustavo Botto Maia é suspeito de destruir provas no caso das ‘rachadinhas’ que envolve senador e de ajudar na fuga de Queiroz

Advogado Luis Gustavo Botto Maia e senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). Foto: Reprodução.


A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Rio de Janeiro (OAB-RJ), abriu um processo ético-disciplinar contra o advogado Luis Gustavo Botto Maia, ligado ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). De acordo com o Ministério Público, Botto Maia tentou ludibriar promotores e a Justiça no esquema da “rachadinha” envolvendo o parlamentar e o ex-assessor Fabrício Queiroz.

A denúncia do MP afirmou que Botto Maia “extrapolou todos os limites do exercício da advocacia” e passou a atuar “de forma criminosa” na obstrução e destruição de provas.

De acordo com a revista Veja, caso seja reconhecida alguma infração ao Código de Ética da entidade, o advogado pode perder a carteira da Ordem e o direito de advogar.

Luis Gustavo Botto Maia estava nomeado no gabinete do deputado estadual bolsonarista Renato Zaca (sem partido), na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), mas foi exonerado após ser alvo de busca e apreensão na Operação Anjo, que prendeu Fabrício Queiroz. Além disso, o advogado trabalhou na liderança do PSL na Casa até o partido romper com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A OAB-RJ ainda vai notificar Luis Gustavo Botto Maia, que terá direito à defesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.