Adultos infectados com a variante de Manaus têm 10 vezes mais vírus no corpo

Maior carga viral contribui para que a variante se espalhe mais rápido

│Foto: Reprodução

Um estudo feito por pesquisadores da FioCruz aponta que adultos infectados pela variante brasileira P.1 do coronavírus tem uma carga viral dez vezes maior do que adultos infectados por outras “versões” do vírus. Uma maior carga viral contribui para que a variante se espalhe mais rápido.

A pesquisa ainda não foi revisada por outros cientistas nem publicada em revista, mas está disponível on-line. As informações são do G1.

Os pesquisadores analisaram 250 códigos genéticos do coronavírus durante quase um ano. A amostragem cobriu o primeiro pico da doença, em abril, e o segundo, no final do ano passado e início de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.