Adriana Accorsi: “Sou contra um investigado por corrupção na presidência da Câmara”

Em evento contra o deputado peemedebista, delegada afirmou que questão nacional não deve interferir de forma decisiva no município

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Adriana Accorsi pede “Fora Cunha” | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

A deputada estadual Delegada Adriana Accorsi (PT) criticou a manutenção de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) à frente do Poder Legislativo nacional. Em entrevista ao Jornal Opção, a petista — que é cotada para ser vice na chapa de Iris Rezende, do PMDB — se posicionou contra o peemedebista.

“Independente do partido que ele faz parte, somos contra a postura dele, somos contra uma pessoa investigada por corrupção na presidência da Câmara”, argumentou.

Mesmo questionada sobre a relação estremecida entre PT e PMDB, tanto em nível nacional quanto local, a deputada sugeriu que 2016 ainda está em aberto.

“É muito cedo para falarmos disso, mas penso que a questão nacional não irá interferir de forma decisiva em Goiânia”, afirmou, momentos antes de escrever no braço os dizeres “Fora Cunha”.

Adriana Accorsi participou, na última quarta-feira (6/11), da manifestação contra o Projeto de Lei 5.069, que dificulta o atendimento médico a vítimas de estupro. Na ocasião, a petista fez duras críticas ao presidente da Câmara Federal e autor do projeto, o deputado Eduardo Cunha (PMDB).

Sobre as eleições do próximo ano, Adriana Accorsi afirmou ser ainda muito cedo para qualquer especulação. Quanto a uma possível união entre os partidos de oposição ao governo estadual para as próximas eleições, a petista se mostra menos otimista. “Em algum momento, a oposição vai se unir, mas não sei se conseguiremos fazer isso para o próximo processo eleitoral.”

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.