Adriana Accorsi admite que “atual momento do PT” pode ter peso negativo nas urnas

Candidata do PT votou no início da manhã deste domingo (2/10) no Setor Jaó, em Goiânia

adriana-12

Foto: Marcelo Gouveia/Jornal Opção

A deputada estadual Adriana Accorsi (PT), candidata à Prefeitura de Goiânia, admitiu na manhã deste domingo (2/10) que o atual momento de seu partido pode ter peso negativo no resultado das urnas. A petista votou logo cedo no Colégio Integrado, no Setor Jaó, em Goiânia.

Durante entrevista coletiva, Adriana classificou o período de campanha como “sensacional e propostivo”. Ressaltou, ainda, a presença de uma mulher no pleito municipal, destacou a contribuição de sua campanha para pensar os problemas da cidade, mas não deixou de sinalizar que o atual cenário nacional pode ter a prejudicado de alguma forma.

“Foi uma campanha muito bonita, apesar de muito difícil pelo momento que o País e particularmente o meu partido passa, mas estou extremamente gratificada”, ressalvou.

Questionada se, além da configuração nacional, o apoio do Paço e do prefeito Paulo Garcia podem ter prejudicado sua campanha, Adriana lembra que o cenário ainda não está definido, mas, mesmo assim, admite a possibilidade. “Tudo influencia, acredito eu, mas, ao mesmo tempo, sei que as pessoas reconhecem a minha história”, declarou.

Sobre as recentes pesquisas de intenção de voto, em que aparece entre o quarto e quinto lugares, Adriana afirmou que respeita os resultados mostrados pelos institutos, mas lembra que a história mostra que as urnas podem indicar um caminho diferente dos levantamentos estatísticos. “A pesquisa mostra um momento, mas as pessoas decidem em quem votar em frente à urna”, finalizou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.