Outras duas vítimas permanecem internadas, uma delas em estado grave. Jovens que foram mortos serão sepultados neste sábado

A adolescente M.R.M., de 13 anos, foi transferida neste sábado (21/10) para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Ela está internada desde a última sexta-feira (20), após ter sido vítima de disparos de arma de fogo desferidos pelo próprio colega de sala em uma escola de Goiânia. Dois adolescentes morreram e outros três ficaram feridos no atentado.

[relacionadas artigos=”107909,107910″]

O estado de saúde da adolescente, que teve o pulmão perfurado, é regular e ela respira de forma espontânea. Segundo boletim médico divulgado neste sábado, ela foi transferida para melhor monitoramento de possíveis sangramentos.

Também internada no Hugo, a adolescente I.M.S., de 14 anos, continua em estado grave, sedada e intubada na UTI do hospital.  A menina, que foi ferida na mão, no pescoço e no tórax, teve os dois pulmões perfurados. Segundo informações do hospital, ela passou por uma cirurgia para drenagem torácica bilateral.

Mantém o mesmo quadro clínico o adolescente Y.M.B, de 13 anos. Também vítima dos disparos, ele permanece internado na enfermaria do hospital e seu estado de saúde é regular.

Os adolescentes foram alvos do ataque que ocorreu na manhã desta sexta-feira (20), quando um estudante da mesma turma, que sofria bullying, abriu fogo contra colegas usando uma pistola. Dois adolescentes morreram no local. No total, quatro ficaram feridos.

Os corpos dos dois adolescentes mortos foram liberados pelo Instituto Médico Legal de Goiânia na noite de sexta-feira e velados durante a madrugada. Os sepultamentos ocorrem esta manhã em dois cemitérios da cidade.