Acusado de corrupção, vereador do PT tem habeas-corpus negado pela TJ-GO 

Welio Antônio da Silva, conhecido como Welio de Iraci Chegou, foi preso preventivamente na terça-feira, 17 

Vereador de Formosa, município goiano do Entorno de Brasília, Welio Antônio da Silva, conhecido como Welio de Iraci Chegou (PT), foi preso nessa terça-feira,17, durante Operação do Ministério Público de Goiás (MP-GO). Contra ele, pesam as acusações de fraude de licitação, peculato, tráfico de influência e falsidade ideológica. Nesta quarta-feira, 18, o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) negou um pedido de habeas-corpus da defesa do político. 

Além do parlamentar, é alvo de investigações um empresário, que não teve o nome divulgado. Ele se encontra foragido da Justiça. O MP-GO informou que segue com as apurações para identificar mais possíveis envolvidos no esquema de corrupção.

Na terça-feira, a Polícia Civil de Goiás (PC-GO) cumpriu, além do mandado de prisão preventiva, quatro mandados de busca e apreensão no gabinete do vereador, dentro da Câmara Municipal de Formosa. A assessoria da Casa destacou que Welio não foi preso nas dependências do poder.

A 3ª Promotoria de Justiça de Formosa está apurando se o vereador exigia pagamentos para a execução de contratos entre uma empresa locadora de veículos e o Fundo Municipal de Saúde. As investigações apontam que o Welio teria sido favorecido por pagamentos de parcelas referente a prestações de serviços feitas pela empresa a servidores públicos municipais, que são responsáveis pelo pagamento na pasta da saúde. 

Ao indeferir o habeas-corpus, o TJ-GO considerou que a detenção do vereador está  embasada na “gravidade concreta das condutas”, o que deve garantir a ordem pública. Isso porque, ele teria usado do cargo para o “patrocínio de interesse alheio e o desvio de recurso público com o sistema de abastecimento de veículos privados”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.