Acusado de cometer mais de 100 estupros foge do presídio de Aparecida de Goiânia

Preso desde 2004, Wanderson Carvalho foi condenado a mais de 190 anos de prisão; DGAP diz que investiga a fuga

Wanderson Alves de Carvalho, conhecido pelos apelidos de “Mulata” e “Dentinho” conseguiu fugir do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na noite da última sexta-feira, 17. O detento responde pelo estupro de mais de 100 mulheres.

Segundo informações confirmadas pela Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), o estuprador havia sido escoltado da Penitenciária Odenir Guimarães (POG) até a base do Grupo de Guaritas e Muralhas (GGM) para realizar os trabalhos, mas, no início da noite, as equipes do GGM que retornaram à POG perceberam que o preso não havia voltado para cela.

O estuprador estava preso desde 2004. Ao todo, ele é condenado há 196 anos de prisão. Segundo informações da época da prisão, ele sempre usava uma bicicleta, vestia boné e bermuda para abordar as vítimas, geralmente universitárias. “Ele pedia informação e, quando a jovem ia responder, a atacava com uma arma. Em seguida, a vítima era levada para um terreno baldio onde ele praticava todo tipo de violência sexual e roubava jóias e celulares”, disse a delegada Mírian Aparecida Borges a época da prisão.

Wanderson Carvalho agia desde 2001. Foi preso naquele ano e solto em seguida por falta de provas. Em maio 2004 voltou a ser detido, mas fugiu 14 dias depois.

De acordo com nota enviada pela DGAP, “foram tomadas as devidas providências em relação à fuga. Além disso, a Gerência de Segurança e Monitoramento, profissionais do GGM e da POG, estão realizando procedimentos de busca e desenvolvendo ações para a recaptura do detento”.

A Administração Penitenciária também destaca que foram abertos procedimentos administrativos de sindicância para apurar as causas e circunstâncias da ocorrência da fuga. Informações sobre o foragido, podem ser repassadas de forma anônima por meio de ligação para o 190 da Polícia Militar, 197 da Polícia Civil e pelo (62) 3201-1212 – Ouvidoria da Secretaria de Segurança Pública.

9 respostas para “Acusado de cometer mais de 100 estupros foge do presídio de Aparecida de Goiânia”

  1. Avatar Renato Bernardes disse:

    Um inviduo solto desse é brincadeira né.
    Piada.

  2. Avatar MIRELI GUEDES DA SILVA disse:

    Nem sei o que dizer … misericórdia

  3. Avatar Zenaide Alves de Souza disse:

    Porque ele ainda está vivo???!

  4. Avatar Sinira Rodrigues disse:

    Fugiu como ? Teve ajuda…..

  5. Avatar Michelle disse:

    Cadê uma foto atual? Com certeza ele nao esta mais com essa aparencia…
    Ninguem vai reconhecer

  6. Avatar Caio Maior disse:

    É piada? E essa foto de antigamente?

  7. muito estranho essa fuga isso só prova q o cistema é falho a população fica cm?

  8. Avatar Edson disse:

    Com certeza ele teve ajuda como que a pessoa foge de um presídio não tem lógica o presídio tinha que estar sempre atualizando os dados dos presos né para tirar uma foto caso isso aconteça né

  9. Avatar Amaral disse:

    O sistema não é falho ! Quem é falho é quem não deveria falhar, a administração e os guardas que está ali recebendo dinheiro público para ser eficaz e não são .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.