Acidentes no trânsito são principal causa de morte de crianças no Brasil

De acordo com os dados mais recentes do DataSUS, 35% das crianças entre 0 e 14 anos morreram como ocupantes de automóveis e 28% como pedestres

Equipamentos de segurança são essenciais para proteger crianças no trânsito | Foto: Toninho Almada / Jornal Hoje em Dia

Mesmo com o uso obrigatório da cadeirinha e do assento de elevação, além de outras medidas que buscam assegurar a proteção das crianças em veículos, os últimos dados (2018) apontam que acidentes de trânsito ainda são a principal causa da morte de crianças entre 0 e 14 anos no Brasil, segundo o DataSUS.

De acordo com o levantamento, 35% das crianças vitimadas em acidentes de trânsito estão em condição de ocupantes do veículo envolvido. Em segundo lugar, com 28% dos óbitos ocasionados por automóveis, as crianças são pedestres.

Apenas em 2018, 112 crianças morreram em acidentes de motocicletas, e em 2019, 2.615 deram entrada no SUS por essa razão. 45% delas tinham abaixo de dez anos de idade.

Nova lei de trânsito

O novo texto aprovado no Congresso e que altera o Código de Trânsito Brasileiro introduz novas medidas para ampliar a eficácia dos métodos de proteção às crianças. O descumprimento da obrigatoriedade dos equipamentos para crianças até dez anos de idade resultaria em infração gravíssima, com multa de pelo menos R$293,47.

O motivo de se ter elevado a idade em que o uso dos equipamentos é obrigatório para dez anos, é que o cinto não chega ao ombro de uma criança até 1,45m de altura, mas no pescoço. Com isso, um acidente poderia resultar em consequências graves. O assento de elevação permite com que o cinto passe no ombro da criança, meio do peito e quadril, onde o corpo possui maior resistência para impactos.

A nova lei, no entanto, ainda não foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro. Outra alteração que ela traz é a idade mínima para transporte de crianças em motocicletas, que passa a ser dez anos. Na atual lei, crianças a partir de sete anos já possuem permissão para passeios nesses veículos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.