Um abrigo para idosos de Valparaíso, no entorno de Brasília, é investigado por sedar os internos no período noturno para dispensar a equipe de apoio com o objetivo de economizar gastos. De acordo com a Polícia Civil de Goiás, a conduta estaria ocasionando o falecimento dos pacientes.

Com o apoio da Vigilância Sanitária, Creas e a Polícia Técnico Científica, a PC realizou diligências no local durante o dia. As buscas, no entanto, não revelaram nada de anormal nesse período. No entanto, com um pedido de busca e apreensão emitido pelo Poder Judiciário, as equipes voltaram ao local durante a noite e constataram que apenas duas cuidadores estavam no local, responsáveis por 38 pacientes.

Nos ambientes fechados, foram localizados vários medicamentos de uso restrito, dentre eles morfina, sem o devido receituário. Ainda, foram encontrados vários receituários já preenchidos, sem assinatura médica e outros receituários em branco. Perto dos alimentos consumidos pelos idosos, havia um pilão para macerar os medicamentos dos internos e vários potes de medicamentos diversos com o nome dos pacientes.

Outras irregularidades foram encontradas, como baratas na dispensa, idosos dormindo no corredor ou na sala de fisioterapia, além do fato de o local possuir a média de 38 acolhidos aos cuidados de apenas duas pessoas. Os medicamentos sem receituários foram apreendidos, bem como os receituários médicos sem assinatura e o DV-R com as imagens de segurança para fins de perícia.

As cuidadoras foram ouvidas e liberadas e a investigada, proprietária legal do abrigo, não foi localizada no dia da operação, tendo encaminhado suas auxiliares e seu advogado para acompanharem a conclusão das diligências. Ele deverá responder pelo crime do art. 99, caput, da Lei nº 10.741/03 (expor a perigo a integridade e a saúde, física ou psíquica, do idoso) ,e pelo crime de fornecer medicamento em desacordo com a receita médica, art. 280 do Código Penal.

Os idosos estão sendo acompanhados pela Assistência Social de Valparaíso e pelo Ministério Público Estadual.