Abertura de mercado da Índia para frango brasileiro pode ser positiva para Goiás

Superintendente de Comércio Exterior da Secretaria de Desenvolvimento de Inovação (SED) de Goiás disse que medida também pode agregar valor ao milho e à soja

Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, anunciou, na segunda-feira, 29, que a Índia irá abrir mercado para compra de frango brasileiro. Porém não deu muitos detalhes. O superintendente de Comércio Exterior da Secretaria de Desenvolvimento de Inovação (SED) de Goiás, Edival Lourenço Júnior, considera a medida positiva para o Estado.

“Temos produtores de frango por todo o Estado e, para a Índia, nós exportamos outras coisas, como couro, ouro, açúcar. Então essa ampliação de mercado é extremamente positiva”, disse.

Segundo ele, além de trazer arrecadação pela exportação de frango, poderá em consequência, agregar valor à soja e ao milho aqui produzidos. “Hoje nós exportamos soja in natura, com essa nova medida, você pode verticalizar a produção e ambos os produtos agropecuários serão processados para serem proteínas de engordamento do frango”, acrescentou.

Edival ainda afirma que, tal qual a ministra não deu muitos detalhes, não é possível ainda falar em valores. “O país certificar o Brasil como exportador não significa, necessariamente, que iremos exportar. É preciso entender, ainda, se essa venda vai ser competitiva ou não”, disse.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.