A 6 rodadas do fim da Série B e na zona de acesso, Goiás resolve demitir Marcelo Cabo

Clube anunciou que decisão foi de comum acordo. À frente da equipe, treinador teve mais vitórias do que derrotas

Marcelo Cabo: demissão após 19 jogos à frente do Goiás | Foto: Rosiron Rodrigues / GEC

Cilas da Silva Gontijo*

Após o empate por 1 a 1 com o Botafogo jogando na Serrinha, na terça-feira, 26, pela 32ª rodada do Brasileirão da Série B, a diretoria do Goiás decidiu nesta quinta-feira, 28, que não contará mais com os trabalhos de Marcelo Cabo como treinador da equipe.

Juntamente com ele, deixam o clube seu auxiliar, Gabriel Cabo, e o preparador físico Tiago Melsert. O Goiás informa que a decisão foi tomada bilateralmente.

Com 53 pontos conquistados até o momento e ocupando a 4ª colocação na tabela da competição, o time não vem fazendo uma sequência de bons jogos no torneio. A situação tem deixado os torcedores com uma pulga atrás da orelha em relação ao retorno do time para a elite do futebol brasileiro em 2022.

Muitos chegaram a pensar que Cabo deixaria o clube na derrota de virada para o Náutico por 3×2, no Estádio dos Aflitos, na casa dos pernambucanos. Para grande parte da torcida e de alguns da diretoria, essa derrota estava ligada diretamente com o mau desempenho do comandante da equipe.

O Goiás, que já foi vice-líder do campeonato, vinha alternando entre boas e más atuações, inclusive uma invencibilidade de dez jogos, por esse motivo alguns não compreenderam o real motivo da saída de Cabo, faltando apenas seis rodadas para o término da competição.

Marcelo Cabo deixa o clube com uma campanha de 19 jogos, 8 vitórias, 6 empates e 5 derrotas. O problema maior é que nas últimas oito rodadas o time só ganhou duas partidas, perdendo quatro e empatado duas.

* Cilas da Silva Gontijo é estudante de Jornalismo da Faculdade Araguaia.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.