61 profissionais de saúde com atuação no Jardim Guanabara já testaram negativo para Covid-19

Região tem sido observada com cautela, especialmente após a morte de uma auxiliar de saúde e o crescimento exponencial do número de casos no setor

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou ao Jornal Opção que 61 profissionais da saúde com atuação na unidade de saúde do Jardim Guanabara foram submetidos a testes para diagnóstico do coronavírus (Covid-19). Segundo a pasta, todos os resultados foram negativos.

Vale lembrar que no último domingo foi comunicada a morte da auxiliar de saúde bucal na Unidade de Saúde da Família Guanabara 1, Fabiana Azevedo, de 40 anos, vítima da Covid-19. A unidade já registrou três casos de servidores com a doença.

De acordo com moradores da região, a unidade de saúde tem sido procurada por muitos trabalhadores da Central de Abastecimento de Goiás (Ceasa) com sintomas do novo coronavírus.

Outro detalhe que chama atenção é o crescimento exponencial de casos no setor. Conforme mostrado pelo Jornal Opção, por meio da plataforma Covid Goiás, desenvolvida pela Universidade Federal de Goiás (UFG) em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SESGO), é possível perceber como a doença se comportou nos últimos dias pela região.

Os números mostram que, em 29 de maio, ou seja, exatamente na sexta-feira anterior a esta, o Jardim Guanabara contabilizava um total de 38 casos confirmados da doença.

De lá para cá, adquiriu novos 33 confirmados – o que representa quase o dobro do que havia sido contabilizado durante todo o período de pandemia, até o dia 29 de maio. O número atual é de 71 casos.

Isso fez com que o setor disparasse no ranking das regiões mais afetadas da capital: de sexto para terceiro colocado. Por enquanto, o bairro permanece atrás apenas do Setor Oeste (103) e Setor Bueno (166).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.