46 buscam vacina para gripe e terminam vacinadas contra a Covid-19, em São Paulo

Dentre as pessoas que receberam indevidamente a primeira dose do imunizante CoronaVac estão 28 crianças e uma gestante. Instituto alertou que não há conclusões científicas sobre a segurança ou eficácia da vacina para população infantil ou mulheres grávidas

│Foto: Divulgação

Após uma técnica de enfermagem se confundir ao separar medicamentos, 46 pessoas que deveriam se vacinar contra a gripe acabaram recebendo a primeira dose da CoronaVac contra a Covid-19. O erro na aplicação do medicamento aconteceu na cidade de Itirapina, em São Paulo.

O medicamento foi aplicado em 18 adultos, entre eles uma gestante, e 28 crianças. No entanto, o instituto Butantan, produtor do medicamento, reforçou que o imunizante é indicado para indivíduos adultos e que não há conclusões científicas sobre a segurança ou eficácia da vacina na população pediatria ou gestantes.

Ao G1 a Secretaria Municipal de Saúde de Itirapina disse que o erro só foi notado devido ao controle no estoque das vacinas contra a Covid-19. Segundo a prefeitura do município, todas as providências para a segurança das pessoas foram tomadas e, segundo orientação dos médicos especialistas consultados, o fato não traz risco para a saúde dos envolvidos. Até o momento nenhuma anormalidade foi detectada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.