22% dos brasileiros que usam ônibus levam mais de 2 horas para ir ao trabalho

Brasileiros que se deslocam de ônibus são os que passam mais tempo no trânsito. Nas regiões Norte e Centro-Oeste, 51% avaliam transporte público como ruim ou péssimo

Terminal Bandeiras em 2012 | Foto: Andre Costa

Na região Norte e Centro-Oeste, avaliada em conjunto pelo instituto, 51% dos brasileiros avaliam o transporte público como ruim ou péssimo — o que não ocorre em outras regiões. Na foto, Terminal Bandeiras em 2012 | Foto: Andre Costa

Um levantamento sobre transporte encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e feito pelo Ibope mostrou que 22% dos brasileiros cujo meio de locomoção mais utilizado é o ônibus gastam mais de 2 horas para se deslocarem a suas atividades diárias. Dados mostram que as pessoas que andam de ônibus são as que mais passam tempo em seus deslocamentos diários.

Conforme as informações divulgadas, um quarto dos brasileiros adota o ônibus como seu principal meio de locomoção, sendo 24% da população total, enquanto 22% prefere ir a pé, 19% de automóvel, 10% de motocicleta, 9% de van ou ônibus fretado e 7% de bicicleta. Do grupo que se locomove de ônibus, 28% leva entre uma e duas horas e 51% leva até uma hora para chegar ao destino.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas no ano passado, em 142 cidades, e mostrou que o brasileiro está mais insatisfeito com o transporte público. O percentual de entrevistados que avaliou o transporte como ruim ou péssimo subiu de 28%, em 2011, para 36%, na última sondagem. Já o percentual de brasileiros que avalia o transporte público como ótimo ou bom caiu de 39% em 2011, para 24% — uma redução de 15 pontos percentuais em quatro anos. Em 2011, 26% consideravam o transporte público como regular, percentual que cresceu em seis pontos percentuais chegando a 32% em 2014.

Levantamento mostrou também que os brasileiros passam ainda mais tempo no trânsito. Em 2011, 26% dos brasileiros gastavam mais de uma hora por dia em seu deslocamento para suas atividades rotineiras, como trabalho e estudo. Entre 2011 e 2014, esse percentual aumentou 5 pontos percentuais, chegando a 31%.

Os dados mostraram também que quanto maior o município, maior o percentual de pessoas que utilizam transporte público. Nos municípios com mais de 100 mil habitantes, 55% dos entrevistados afirmam recorrer ao transporte público todos os dias ou quase todos os dias. Quanto menor o município, menor esse percentual, chegando a 27% dos que moram em municípios com menos de 20 mil habitantes.

Na região Norte e Centro-Oeste, avaliada em conjunto pelo instituto, 51% dos brasileiros avaliam o transporte público como ruim ou péssimo — o que não ocorre em outras regiões. A avaliação de bom ou ótimo era de 25% em 2011 e caiu para 17% em 2014.

No Sul do País, 31% considera o transporte público bom ou ótimo, sendo a melhor avaliação entre as regiões. Ainda assim, avaliação positiva caiu, quando em 2011 era 39%.

Motivos para as formas de locomoção

Entre os brasileiros que realizam a maior parte de seus deslocamentos diários a pé, 37% afirmam que o fazem por esse ser o meio de locomoção mais rápido para seus destinos, 29% por ser um meio saudável e 19% por ser o único meio de locomoção disponível e 16,2% dizem que a distância percorrida é curta.

Mais da metade dos brasileiros que adotam a bicicleta como principal meio de locomoção (54%) afirma que o principal motivo é esse ser o meio mais rápido para seus destinos. Outros 22% alegam usar a bicicleta por ser um meio saudável e 13% por ser o único meio de locomoção disponível.

A rapidez para chegar ao destino foi o motivo mais citado entre os brasileiros que se deslocam principalmente de motocicleta (64%). O fato de a motocicleta ser um meio de baixo custo foi citado por 25%. O fato de a motocicleta permitir que se chegue ao destino no horário desejado foi citado por 12%.

Mais da metade dos brasileiros que realizam a maior parte de seus deslocamentos diários no automóvel da família (58%) afirma que o fazem por esse ser o meio mais rápido para seus destinos, 20% por ser o mais confortável e 19% por ser o mais cômodo.

Entre os brasileiros que realizam a maior parte de seus deslocamentos diários em ônibus ou vans fretados, 42% afirmam que o fazem por esse ser o único meio de transporte disponível, 14% por ser o meio com custo mais razoável e 12% por ser o mais rápido.

Já dos que realizam a maior parte de seus deslocamentos diários em ônibus público, 44% afirmam que o fazem por esse ser o único meio de transporte disponível, 16% por ser o meio mais rápido e 15% alegam que o preço/ custo é mais acessível.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.