1ª criança imunizada contra Covid-19 é um indígena de 8 anos

Além de Davi, outras 14 crianças – entre quilombolas e pessoas com deficiência – foram vacinadas nesta sexta-feira

Menino indígena de 8 anos, Davi Seremramiwe, da etnia Xavante, foi a primeira criança brasileira a ser imunizada contra a Covid-19, em São Paulo. Além dele, outras 14 crianças foram vacinadas durante o evento realizado e transmitido pelo Governo de São Paulo. Crianças quilombolas e com deficiência também estão inclusas no grupo a ser vacinado nesta sexta-feira, 14.

No local, o cacique e pai do Davi, Jurandir Siridiwe, comemorou a imunização do filho. “Estou muito feliz de ser pai do Davi. Tomar a primeira dose é um exemplo para a criançada de 5 a 11 anos. Que o resto do Brasil possa fazer essa campanha para que amanhã tenhamos alegria, sorrisos e saúde em primeiro lugar”, afirmou. Davi e Jurandir são da tribo Xavante do Mato Grosso do Sul. O menino tem uma doença genética que acarretou em má formação das pernas. Atualmente Davi faz tratamento no Instituto da Criança do Hospital das Clínicas, na capital paulista.

A imunização de crianças de 5 a 11 anos foi liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em dezembro. No entanto, o 1º lote da vacina pediátrica da Pfizer, com 1,25 milhão de doses, só chegou ao Brasil nesta quinta-feira, 13. Durante o evento de hoje, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), se manifestou acerca do quanto a vacinação teria avançado caso o Brasil tivesse começado a imunizar as crianças assim que obteve o aval da Anvisa.

“Se tivéssemos começado imediatamente após a aprovação da Anvisa, no início de dezembro, a imunização com a vacina da Pfizer as crianças dessa faixa etária, hoje todas as crianças do Brasil estariam vacinadas com pelo menos uma dose. Lamento as postergações feitas Governo Federal”, pontuou. A previsão é que o Brasil receba cerca de 4,3 milhões de doses da vacina pediátrica em janeiro. O próximo lote, com 1,2 milhão de doses, está previsto para chegar neste domingo, 16.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.