149 estabelecimentos foram fechados por estarem funcionando sem autorização em Goiânia

Prefeitura registra aumento no descumprimento das normas de isolamento social

Fiscalização da prefeitura em estabelecimentos | Foto: Ascom

Durante fiscalização realizada na quinta-feira, 21, a Central de Fiscalização da Covid-19 fechou dez estabelecimentos comerciais por descumprimento ao escalonamento de horários de funcionamento. Outros 149 também tiveram as portas fechadas porque não estavam autorizados a abrir.

A ação foi realizada na região Sul da capital, nos setores Marista, Sul e Jardim Goiás em 904 visitas e abordagens.

Os auditores fecharam ainda 21 locais que não atendiam os protocolos de segurança e prevenção. No total, foram emitidas 335 notificações/intimações e nove estabelecimentos foram autuados.

O coordenador da Central de Fiscalização da Covid-19, Dagoberto Costa, avalia que o trabalho das equipes de auditores conseguiu fazer uma ampla cobertura nos setores, mas destaca a preocupação com o número de estabelecimentos que não poderiam estar abertos.

“Os números mostram que há um relaxamento do setor empresarial quanto ao cumprimento dos decretos estadual e municipal, publicados para conter o avanço da pandemia. A quantidade de estabelecimentos que não deveriam nem abrir, mas que estavam funcionando, foi grande e aumentou em comparação às fiscalizações anteriores”.

A Central de Fiscalização continuará com ações de rotina com reforço das equipes de auditores fiscais e com ações especiais como estas que estão sendo realizadas semanalmente. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.