A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) liberou a faixa de 3,5 GHz do serviço de 5G em Aparecida de Goiânia, em reunião realizada pelo Grupo de Acompanhamento de Interferências da faixa de 3,5 GHz (Gaispi) nesta quarta-feira, 14. Além do município goiano, a tecnologia também foi liberada em outros 14 pelo país, desde que as operadoras queiram se adiantar ao cronograma.

Segundo o presidente do Gaispi, conselheiro Moisés Moreira, a liberação já está oficializada, cabendo às operadoras interessadas em adiantar a instalação ou dar entrada em operação de antenas para cadastro de estações. Por conta do processo, ainda não é possível prever um número de antenas instaladas.

Conforme edital, a obrigação das empresas é de ligar o 5G nas cidades acima de 500 mil habitantes em 31 de julho de 2025, e um ano depois, em 31 de julho de 2026, nos municípios acima de 200 mil habitantes.

Entre as cidades com mais de 500 mil habitantes que ganharam a liberação estão Aparecida de Goiânia, Ananindeua (PA), Jaboatão dos Guararapes (PE), Caxias do Sul (RS), Joinville (SC) e Londrina (PR).

Além dessas, a tecnologia também está disponível para outras nove cidades de regiões metropolitanas que também já poderão ter o serviço do 5G. Na lista estão Olinda e Paulista (PE); Diadema e São Caetano do Sul (SP); São José e São Francisco do Sul (SC); e Nilópolis, São João de Meriti e Mesquita (RJ).