Goiás lidera como o estado na região Centro-Oeste com o maior número de lares beneficiados pelo auxílio gás em outubro. De acordo com o governo federal, 60,5 mil famílias recebem o vale de R$ 106 em 245 dos 246 municípios goianos. Ao todo, os investimentos no programa chegam na casa dos R$ 6,4 milhões.

Goiânia é a cidade com o maior número de beneficiários do programa: cerca de 9,3 mil famílias, o que representa um repasse total de R$ 993,2 mil. Os cinco municípios goianos subsequentes com o maior número de beneficiários são: Águas Lindas de Goiás (5.717), Cidade Ocidental (2.978), Trindade (1.529) e Rio Verde (1.396).

O auxílio gás atende famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) cuja renda mensal per capita seja igual ou inferior a meio salário-mínimo. O valor é repassado mesmo para quem recebe programas de transferência de renda de todas as esferas de governo.

Neste mês, o auxílio corresponde a R$ 106 por família beneficiada, o que equivale a 100% do valor do botijão de gás de cozinha (GLP) de 13kg. O valor é feito com base na média nacional do produto calculado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). Os pagamentos foram transferidos na quarta-feira, 18, para beneficiários com Número de Identificação Social (NIS) de final em 1, ou seja, mesmo calendário do Bolsa Família

Beneficiários no Brasil

No país, o auxílio gás beneficia mais de 5,5 milhões de famílias em todo o país. Em valores representam R$ 584,3 milhões. Esse programa é coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS).

A região Nordeste segue com o maior número de benefícios. Lá, são contempladas 2,64 milhões ou 48% do total; na sequência, o Sudeste, com 1,78 milhão de lares (32%); o Norte, com 534,5 mil (10%); o Sul, 357,4 mil famílias (6%); e, por último, o Centro-Oeste que registra 194 mil famílias (4%).

Leia também: Bolsa Família 20 anos: redução da pobreza e desafios futuros

Goiás tem 130 casas a custo zero em Alto Paraíso, Buriti e Pontalina; saiba como participar