O prefeito de Rubiataba, padre Weber (PSD), notificou a Câmara Municipal para averiguar uma fala do vereador professor Wilson (UB), deixando a entender que estava dando prioridades de pacientes na Saúde no município. No documento, o Executivo cita que o parlamentar pode ter implantado “um esquema de fura fila junto à regulamentação do Sistema Único de Saúde (SUS)”.

Durante uma sessão realizada ainda no mês de março, (a partir dos 29 minutos) o parlamentar afirmou que é indicado e procurado por muitas pessoas que estão na fila à espera de atendimento. Segundo ele, o paciente passa o número da regulação, que então é repassado para assessores que resolvem a situação. “A gente tem uma assessoria junto aos deputados [não cita nomes], e graças a Deus, a gente tem conseguido resolver muitas situações de cirurgias, de consultas e de UTI, inclusive”, acentuou.

Padre Weber, ao Jornal Opção, ressaltou que o discurso do professor Wilson causou preocupação na população. Pacientes passaram a cobrar da prefeitura explicações e questionaram se eles teriam ido para o final da fila de espera. “É um assunto muito delicado, em falar que se pode mexer na regulamentação. Eu fiquei assustado e, por isso, pedi para a Câmara apurar se foi apenas uma fala do vereador”, destacou.

O prefeito frisou que foi necessário acionar o Poder Legislativo para não responder por “prevaricação”, caso exista o suposto esquema. Por enquanto, ele disse que não obteve resposta do parlamento. Além disso, pediu acompanhamento do caso pelo Ministério Público de Goiás (MPGO). Acerca do posicionamento do Executivo, o professor Wilson acentuou que consultou um advogado e que pretende abrir um processo de calúnia e difamação.

Ao Jornal Opção, o professor Wilson explicou que a ajuda é de conhecidos e que, com isso, já conseguiu algumas cirurgias particulares. Acerca da assessoria mencionada ligada a deputados, ele disse que são pessoas que conhecem clínicas e podem ajudar com atendimentos hospitalares. O vereador negou que haja qualquer caso de ‘fura fila’ no SUS.

Regulação

Cabe ressaltar que a regulamentação do SUS é feita pela Secretária Estadual de Saúde (SES). “O cadastro é feito no município, mas é o Estado que regulamenta”, pontuou padre Weber.