O Hospital Estadual Dr. Alberto Rassi (HGG) lançou nesta quarta-feira, 22, mais um mutirão de cirurgias plásticas reparadoras. Os atendimentos vão até o próximo sábado, 25. A expectativa é de realizar procedimentos em pelo menos 15 pacientes que estão na fila de cirurgias do Sistema Único de Saúde (SUS).

O mutirão da unidade de saúde é promovido pela equipe do Serviço de Cirurgia Plástica do HGG. A coordenação é do médico cirurgião, Sérgio Augusto Conceição. Segundo ele, os pacientes, a maioria idosos, vão passar pelo procedimento de blefaroplastia (retirada do excesso de pele e, em alguns casos, de músculo palpebral e gordura orbital da região das pálpebras).

“São procedimentos que dão um ganho estético, mas, principalmente, devolvem qualidade de vida a estes pacientes. Esse excesso de pele dificulta a visão periférica e, em alguns casos, dificulta o fechamento dos olhos. Com essas reparações, a gente consegue devolver até a qualidade do sono”, acentuou o cirurgião.

Mais atendimentos

Sérgio Augusto Conceição prevê que sejam atendidos um número maior que o programado para este período.

“Estamos na iminência de ter mais guias de Autorização de Internação Hospitalar (AIHs). Excesso de pele nas pálpebras é um problema comum, então, nossa ideia é realizar o máximo possível de cirurgias para desafogar a fila do SUS. No sábado, por exemplo, já temos cinco cirurgias confirmadas”, ressaltou.

Leia também: Rede estadual realiza mais de 70 mil cirurgias eletivas após pandemia

1ª fase: programa de cirurgias eletivas em Goiás vai atender 10 mil pacientes