o Brasil ganhou reforço na campanha de vacinação contra a Covid-19. Mais 1,6 milhão de doses bivalentes BA1 desembarcaram no País na noite deste domingo, 11, pelo Aeroporto de Viracopos, em Campinas, São Paulo. Nos próximos dias, o Ministério da Saúde publicará nota técnica com orientações sobre público-alvo, aplicação e distribuição dos imunizantes.

Na noite desta segunda-feira, 12, está prevista ainda a chegada de mais 1,4 milhão de vacinas bivalentes. As doses são fabricadas pela Pfizer, que tem contrato assinado com a Pasta da Saúde para a entrega de todos os imunizantes disponíveis, com as atualizações, e aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

As vacinas bivalentes devem ser identificadas por tampa na cor cinza, com cada frasco contendo seis doses. As doses BA1 protegem contra a variante Ômicron original e a variante BA1. Em breve, o Brasil também contará com imunizantes adaptados às variantes Ômicron BA4 e BA5.

Até agora, o Brasil já recebeu mais de 3,1 milhões de vacinas bivalentes para o combate à Covid-19. O primeiro lote chegou na sexta-feira, 9, com 1,4 milhão de doses.

O Ministério da Saúde reforça que as vacinas disponíveis nas unidades de saúde são eficazes para a proteção contra o coronavírus. Quem ainda não se vacinou, deve procurar o posto de saúde mais próximo e tomar a dose de reforço.