Tendência de crescimento de Marconi e estagnação dos demais candidatos abre chance de vitória no 1º turno

Tucano chega a 46,5% dos votos válidos. Iris apresenta variação negativa de quase 2 pontos. Vantagem de Marconi sobre Iris na votação projetada do Jornal Opção chega a 451 mil intenções de votos válidos. Governador também lidera todas as simulações de 2º turno. Maioria dos eleitores acredita que Marconi será reeleito. Governo do Estado tem aprovação de 47% dos eleitores e desaprovação de 21%. Na disputa pelo Senado, Caiado mantém liderança com folga, mas volta a apresentar variação negativa pela segunda vez consecutiva. Presidente Dilma Roussef amplia vantagem sobre Aécio Neves

Afonso Lopes

conexao.qxd

Clique na imagem para ampliá-la

Na última pesquisa For­tiori/Jornal Opção an­tes do início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão, na próxima ter­ça-feira, 19, os números dos candidatos se moveram dentro da margem de erro, o que tecnicamente significa variações positivas ou negativas na comparação com levantamento imediatamente anterior. O governador Marconi Perillo manteve os 38% das pesquisa anterior, mas isso significou uma variação positiva de meio ponto sobre o total de votos válidos. Ele soma agora 46,5%, estando portanto a 3,5% da marca dos 50% dos votos vá­lidos. No mesmo período, Iris Re­zende variou para baixo 1,8%, fe­chan­do em 32,2%. A terceira posição é de Vanderlan Cardoso, que se manteve com 8 pontos, contra 7 pontos de Antônio Gomide, quarto colocado.

A pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 13 deste mês e ouviu 1.000 eleitores. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos dentro de intervalo de confiança de 95%. Entre abril e agosto, a curva de Mar­coni saiu de 34% para os atuais 38%, o que mostra um crescimento aci­ma da margem de erro. Já Iris Re­zen­de tinha 29% em maio, variou pa­ra 30% em junho e agora está com 26%, o que representa uma queda de 4 pontos. Entre abril e agosto, Van­derlan Cardoso foi quem mais perdeu fôlego, passando de 14% para os atuais 8%. No mesmo período, Gomide variou 2 pontos negativamente, de 9% para os atuais 7%.

Essas curvas nas linhas das quatro pesquisas Fortiori, sendo as três últimas em parceria com o Jornal Opção, revelam que até aqui há tendência pró-Marconi e estagnação no total de votos válidos dos demais candidatos. Em abril, o governador atingiu 39,5% dos votos válidos, e chegou agora a 46,5%. Os votos válidos não levam em consideração as intenções de votos brancos e nulos, mesmo critério adotado no processo de apuração das eleições pela Justiça Eleitoral.

Votação projetada

Na eleição, a Justiça Eleitoral totaliza os votos válidos para encontrar os porcentuais obtidos por cada candidato. Nas pesquisas, o Jornal Opção faz o processo exatamente inverso, utilizando os porcentuais de cada candidato para calcular o que eles representariam em número de votos válidos. O método desenvolvido pelo Jornal Opção nas eleições de 1994 leva em conta os índices de abstenção, votos brancos e nulos registrados no pleito imediatamente anterior, o universo atualizado dos eleitores registrados no TRE, e os índices de votos válidos das pesquisas, respeitando rigorosamente todas as médias ponderadas adotadas pelo instituto.

Assim, e de acordo com esse método, com 46,5% dos votos válidos na atual pesquisa, Marconi Perillo somaria 1.466.579 intenções de votos válidos, contra 1.015.566 de Iris Rezende. A frente de Marconi chega a 451.013 intenções de votos válidos. Vanderlan somaria 302.777 intenções, enquanto Gomide ficaria com 280.700. Na pesquisa anterior, no mês de julho, a vantagem de Marconi sobre Iris era de 378 mil intenções de votos válidos.

Marconi lidera espontânea com folga

Na pesquisa espontânea, em que o eleitor é perguntado em quem votaria se as eleições fossem agora sem que lhe seja apresentada a relação de candidatos, a liderança se mantém tranquila para Marconi Perillo: 24% das indicações, exatamente o dobro do porcentual recebido por Iris Rezende, 12%. Vanderlan Cardoso somou 4% e Antônio Gomide recebeu 3%. Os demais candidatos não foram citados.

 

Diferença entre Marconi e Iris era de 5% em abril e chegou a 12% em agosto

conexao.qxd

Clique na imagem para ampliá-la

 

conexao.qxd

Clique na imagem para ampliá-la

A sequência de quatro pesquisas Fortiori mostra que a vantagem do governador Marconi Perillo contra seu principal oponente passou de 5% para 12%. Nesse período, Mar­coni agregou 4 pontos porcentuais enquanto Iris perdeu 3 pontos. O terceiro colocado, Vanderlan Car­do­so, também caiu entre abril e junho, de 14% para 8%. Antônio Gomide se manteve estável, indo de 9% em abril para os atuais 7%, variação negativa dentro da margem de erro.

Em votos válidos, Marconi foi de 39,5% em abril para 46,5% em agosto. No mesmo período, Iris variou negativamente de 33,7% para os atuais 32,2%. Vanderlan em abril tinha 16,3% e agora está com 9,6%. Antônio Gomide somava 10,4% e aparece agora com 8,9%.

As pesquisas realizadas em abril e junho não levaram em conta as candidaturas de Marta Jane, Professor Wesley e Alexandre Magalhães, que entraram na corrida sucessória somente em julho, após as convenções partidárias.

Governador mantém liderança em todas as simulações de 2º turno

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

A pesquisa Fortiori/Jor­nal Opção mais uma vez ouviu os eleitores a respeito dos possíveis cenários para segundo turno. Em todas as simulações, a liderança é de Marconi Perillo, dentro de um quadro de estabilidade. A menor vantagem do governador é contra o segundo colocado nas pesquisas. Em junho, a frente de Marconi sobre Iris era de 5 pontos, foi a 7% em julho e chegou agora a 9%. Marconi também lidera as simulações contra Van­derlan Cardoso, 53% a 29%, e Antônio Gomide, 55% a 26%

Rejeição: índice de Marconi se estabiliza, Iris varia um ponto para menos

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

Com 27%, o governador Mar­coni Perillo está na ponta entre os candidatos a governador na tabela de rejeição. Na pesquisa anterior, ele aparecia empatado com Iris Rezende com esse mesmo porcentual. No período, Iris teve variação negativa de um ponto, fechando agora com 26%. Dentre todos os candidatos, a menor rejeição é de Vanderlan Cardoso, com 14%. Marta Jane é a terceira mais rejeitada, com 22%, seguida por Ale­xandre Magalhães, com 20%, e Professor Wesley e Antônio Gomide com 17%.

Para 61% dos eleitores, Marconi será reeleito

A maior perspectiva de vitória nas eleições deste ano, segundo a maioria dos eleitores pesquisados, é de Marconi Perillo. Mesmo eleitores que declararam intenção de votar em outros candidatos o apontaram como favorito. Cerca de 61% dos eleitores acreditam que o governador ganhará, contra 18% que acham que Iris Rezende conseguirá vencer. Neste quesito, pela primeira vez Gomide aparece em melhores condições gerais que Vanderlan. Ele teve 3% de confiança na vitória contra 2% de Vanderlan.

Senado – Caiado lidera com folga na espontânea e na estimulada. Vilmar Rocha aparece em 2º, seguido por Marina Sant’Anna

conexao.qxd

Clique na imagem para ampliá-la

Mais uma vez, o deputado federal Ronaldo Caiado registra grande liderança no levantamento pela vaga em disputa para o Senado, tanto na pesquisa espontânea como na estimulada. Entre junho e agosto, Caiado perdeu 3%, passando de 36% para os atuais 33%. Vilmar Rocha, que somou 10 pontos em junho, foi a 14% em julho, mas agora variou negativamente um ponto, fechando em 13%. Marina Sant’Anna, que apareceu em segundo lugar em junho, com 18%, caiu para 11% em junho e oscilou negativamente mais um ponto agora em agosto, fechando com 10%. Os demais candidatos somaram 2 pontos em junho e agora estão com 5%.

Na pesquisa espontânea, Ronal­do Caiado tem 11%, contra 3% de Vilmar e 1% de Marina Sant’Anna. Todos os demais candidatos receberam menos de 1% de indicações.
Caiado lidera a tabela de rejeição, com 18%, seguido de Aldo Muro (15%) e Vilmar Rocha (14%). Aguimar Jesuíno aparece com 13%, Antonio Neto tem 11% e Elber Sampaio e MarinaSant’Anna tem 10% cada.

Presidência – Dilma abre 10% na pesquisa espontânea e 6% na estimulada

conexao.qxd

Clique na imagem para ampliá-la

A corrida presidencial em Goiás começa a apresentar dianteira da presidente Dilma Rous­seff em relação ao seu principal oponente, Aécio Neves. No le­van­tamento espontâneo, a presidente aparece agora com 25%, 10 pontos a mais que Aécio. Na pesquisa estimulada, a candidata à reeleição tem 32% contra 26% de Aécio. Em todos os levantamentos, Eduardo Campos, do PSB, que morreu num trágico acidente aéreo em Santos, no meio da se­mana, figurava na terceira posição.

Entre as pesquisas de junho e agosto, a presidente Dilma variou positivamente 2%, de 30% para 32%, enquanto Aécio caiu 4 pontos, de 30% para os atuais 26%.

Índice de aprovação do governo é de 47% e o desempenho pessoal de Marconi alcança 55%

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

De uma forma geral, é ampla a aprovação do governo do Estado. Conforme a pesquisa Fortio­ri/Jor­nal Opção, 47% responderam positivamente, contra 21% que desaprovaram. O instituto Fortiori acompanha esse quesito desde julho de 2013. Há pouco mais de um ano, o Fortiori registrou empate de 35% entre os que aprovavam e os que reprovavam o governo estadual. O índice de aprovação subiu para 41% em janeiro, chegou a 47% em junho, oscilou para 47% em julho e se manteve nesse patamar agora em agosto. No mesmo período, a desaprovação caiu de 35% em julho de 2013 para 33% em janeiro, 30% em junho, variou para 32% em julho e oscilou para 31% em agosto.

conexao.qxd

Clique na imagem para ampliá-la

Já o desempenho pessoal de Marconi Perillo é aprovado por 55%, enquanto 29% o desaprovam. Em julho de 2013, a aprovação era de 41%, foi a 50% em janeiro, subiu para 53% em junho, oscilou positivamente para 55% em julho e manteve esse índice em agosto. No mesmo período, a desaprovação que estava em 38% em julho de 2013, caiu para 35% em janeiro, variou para 33% em junho, caiu para 28% em julho e oscilou para 29% agora em agosto.

Maioria desaprova governo federal e também o desempenho pessoal da presidente Dilma Rousseff

 

De acordo com a pesquisa Fortiori/Jornal Opção, parcela da população goiana não vê o desempenho do governo federal com olhos otimistas. Enquanto 30% aprovam o governo, 39% o desaprovam. Em relação ao desempenho pessoal da presidente Dilma Roussef, a má vontade é de 50% que a desaprovam, contra 38% que aprovam.

 

PESQUISA DE OPINIÃO DIAGNÓSTICO POLÍTICO – ESTADO DE GOIÁS OBJETIVO

RESPONSABILIDADE TÉCNICA
Fortiori – Pesquisa, Diagnóstico e Marketing

METODOLOGIA
Pesquisa quantitativa, por abordagem randômica, através de realização de entrevistas pessoais com aplicação de questionários estruturados junto à amostra definida da população.

PLANO AMOSTRAL
Universo – eleitores residentes e domiciliados no estado de Goiás.
Tipo de amostra – amostra não probabilística, por cotas proporcionais às variáveis de sexo, idade, grau de instrução e local de moradia.
Tamanho da Amostra – 1.000 entrevistas.
Intervalo de confiança e Margem de Erro – Para um intervalo de confiança de 95%, a margem de erro máxima é de 3%.
Data da coleta de dados – 10 a 13 de agosto de 2014.
Sistema interno de controle e fiscalização – O trabalho de coleta de dados foi feito por entrevistadores treinados, acompanhados por supervisores. Foi feita uma checagem de 10% dos questionários, como determina as normas para esse tipo de levantamento.

Perfil da Amostra
Goiânia
Região Central: Aparecida de Goiânia, Anápolis, Senador Canedo, Inhumas, Bela Vista, Trindade, Aragoiânia, Hidrolândia, Guapó, Itauçu, Brazabrantes, Terezópolis.
Região Noroeste: Iporá, Goiás, São Luiz de Montes Belos, Itaberaí, Itapuranga, Sancrerlândia, Fazenda Nova.
Região Norte: Porangatu, Uruaçu, Minaçu, Niquelândia, Mozarlândia, Nova Crixás, Campinorte, Ceres, Jaraguá, Goianésia, Rubiataba, Rialma.
Região Sudoeste: Rio Verde, Jataí, Quirinópolis, Santa Helena, Acreúna, Indiara, Mineiros, Santo Antônio da Barra, Montividiu, Caçu, Palmeiras.
Região Sul/Sudeste: Catalão, Pires do Rio, Ipameri, Urutaí, Três Ranchos, Itumbiara, Caldas Novas, Santa Cruz, Cromínia, Goiatuba, Morrinhos, Rio Quente.
Região Entorno/Nordeste: Luziânia, Formosa, Águas Lindas, Abadiânia, Alexânia, Valparaíso, Corumbá, Pirenópolis, Cocalzinho, Santo Antônio do Descoberto, Cidade Ocidental, Cristalina, Posse, Iaciara, Alvorada do Norte, Simolândia.

RESPONSABILIDADE TÉCNICA
Esta pesquisa foi registrada no TRE Goiás sob o número GO-00065/2014 e no TSE sob o número BR-00380/2014. Ambos os registros foram feitos no dia 11/08/2014, podendo a pesquisa ser divulgada a partir do dia 16/08/2014.

1 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Marcos

Me envergonha a atitude do povo que “protesta nas urnas”. Nem dá pra acreditar que Marconi e Íris são os dois primeiros colocados. E Goiás, por mais quatro anos, vai afundar em meio à corrupção.

ZE

Concordo plenamente contigo. Esses dois são verdadeiros dinossauros e coronéis da política goiana. E a mídia os defendem a ferro e a fogo. Enquanto isso questões básicas do Estado como Educação, saúde e principalmente segurança estão no limbo.