Roberto Naves conquista base ampla na Câmara de Anápolis

Entre os 23 vereadores, apenas dois devem declarar oposição ao prefeito reeleito

A Câmara Municipal de Anápolis terá uma configuração bem favorável ao prefeito Roberto Naves (PP), na legislatura de 2021/24. Das 23 cadeiras que a Casa possui, 19 já formam a base de apoio ao progressista –  esse número pode chegar a 21, caso a negociação em curso faça do MDB apoiador, ao invés de independente. Oposição declarada ficará a cargo apenas dos dois vereadores eleitos pelo PT.

Essa ampla base de apoio de Roberto Naves resulta, primeiramente, da capacidade política que o prefeito reeleito demonstrou ao costurar as alianças para eleição. Ele conseguiu colocar em sua coligação 14 partidos, que estiveram em seu projeto no primeiro e segundo turno das eleições em Anápolis –  além do próprio PP, caminharam juntos PODE, PSC, Cidadania, PP, DEM, PDT, PL, DC, PMN, PSB, PV, Solidariedade e Avante.

Esses partidos que ajudaram na eleição de Naves, também tiveram sucesso na disputa proporcional. Ao todo, o grupo elegeu 16 vereadores. Depois do resultado  do segundo turno, as negociações feitas pelo prefeito reeleito ainda conseguiram atrair outros três que não estavam em sua coligação, são eles: Policial Federal Suender (PSL), Reamilton Espíndola e Cleide Hilário, ambos do Republicanos.

O PP elegeu três vereadores, entre eles o mais bem votado e atual presidente da Câmara Municipal (com grandes possibilidades de ser reconduzido ao cargo), Leandro Ribeiro. O partido do prefeito também elegeu Thais da Aspaan, que aparece na terceira colocação entre os mais bem votados. Alex Martins, ex-secretário de Roberto Naves, também foi eleito pelo PP.

O Democratas, partido do vice-prefeito Márcio Cândido, fez dois vereadores que se somam à base navista – Jean Carlos e João da Luz. O PSB elegeu Jakson Charles e Dr. José Fernandes. Outros dois vereadores foram eleitos pelo PV. São eles: Edimilson e Dominguinhos do Cedro. A bancada do Solidariedade será composta por Andreia Rezende e Divininho do Sindicato.  Completando a lista dos partidos que elegeram dois nomes está o Avante (Cabo Fred Caixeta e Delcimar Fortunato). As siglas PSC, PMN, e PL elegeram um vereador cada.

O MDB deve definir ainda no começo desta semana como irá se posicionar na Casa. O certo é que as vereadoras emedebistas, Tricia Barreto e Seliane da SOS, não farão oposição. Elas podem se orientar pela independência, mas há inclinação em compor a base de apoio de Roberto Naves.

O vereador Leandro Ribeiro, avalia que a base ampla conquistada pelo prefeito Roberto Naves é reflexo da gestão feita nos primeiros quatro anos de gestão em Anápolis. “Ele sempre foi um bom articulador e abriu as portas para conversar. O que vemos é ele sempre tentando resolver as demandas dos vereadores”, diz. “Quando ele conseguiu em Brasília a possibilidade de instalar nove arenas poliesportivas na cidade, ele chamou os vereadores para indicarem as regiões que seriam beneficiadas. Esse é um exemplo da forma como ele respeita o Legislativo”, relata. 

O vereador eleito, Alex Martins também aponta a capacidade de articulação como chave central para formar uma base robusta. “Essa capacidade de agregar parcerias foi a grande sacada de Naves. E isso foi possível, pois ele cumpre com muita responsabilidade todos esses arranjos, dando condições dos partidos e pessoas exporem suas sugestões. O efeito destas parcerias lhe rendeu um maior número de candidatos dentro da coligação, além de um maior tempo de exposição no horário eleitoral na campanha, criando possibilidades claras de expor os serviço que foi realizado e o que ele está pensando para o futuro”, aponta.

Na atual legislatura, o PT conta com quatro vereadores. Todos assumiram a função de oposição na Câmara. Esse perfil seguirá também nos próximos anos, agora mais reduzida – o partido elegeu dois vereadores (Lisieux José Borges e Professor Marcos Carvalho).

“É importante entender que não será uma oposição só por oposição. Vamos estar sempre a favor da cidade naquilo que entendemos como positivo e que for interessante para Anápolis. Mas vamos seguir críticos e agora com perfil de quem entra para nova legislatura”, apontou Marcos Carvalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.