Na Semana do MEI, o microempreendedor é o convidado ilustre

Realizado de 2 a 7 de maio, o evento conta com uma programação em 60 municípios goianos

Ponto do Artesanato, de Késsia Sousa, dedica-se a casamentos. São diversos enfeites diferenciados da área, afinal, inovar é fundamental

Ponto do Artesanato, de Késsia Sousa, dedica-se a casamentos. São diversos enfeites diferenciados da área, afinal, inovar é fundamental

Yago Rodrigues Alvim

Em 2010, por conta de uma gravidez, Késsia Sousa Silva deixou seu trabalho na área da saúde, em que tem formação, para se dedicar ao bebê que viria. Certo dia, foi presenteada com um enfeite. Era um quadro com biscuit. Curiosa com aquilo, procurou conhecer como era feito e o todo que o envolvia. Assim, deu início à Ponto do Artesanato, uma empresa que tem realizado a vida da, hoje, microempreendedora.

Como Késsia, Paulo Vinicios Bontempo tem se dedicado a um microempreendimento. Tudo começou com uma loja, a “Coisas da Fazenda”. Ali, vendia doces caseiros, ovos caipiras e outros produtos do gênero. Com a loja, Bontempo se formalizou. As coisas, porém, não deram muito certo. Como trabalhava no ramo de refrigeração, dedicou-se a área individualmente; criou seu próprio negócio, a G3 Refrigeração.

Diretor técnico do Sebrae-GO, Wanderson Portugal: “Qualificação faz a diferença no desempenho dos negócios”

Diretor técnico do Sebrae-GO, Wanderson Portugal: “Qualificação faz a diferença no desempenho dos negócios”

Bontempo conta que, se não fosse a seccional goiana do Ser­viço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-GO), provavelmente, não teria constituído um empreendimento próprio e as rédeas de seu trabalho e todo o sonho que tinha de ser autônomo teria ido por água abaixo, já que sem a formalização o negócio na área de refrigeração seria inviável.
Na primeira semana do mês de maio, de segunda-feira, 2, a sábado, 7, o Sebrae-GO realiza a Se­ma­na do MEI (Microempre­endedor Individual). O evento tem caráter nacional e, em Goiás, acon­tece em 60 municípios.

A gerente do Sebrae-GO, Elai­ne Moura, conta que a Semana tem como objetivo apoiar os microempreendedores. O evento intensifica as ações do Serviço voltadas a eles. São atendimentos, palestras e oficinas de capacitação, todas integradas nas diversas regionais goianas (Norte, Sul, Oeste, Sudeste, Sudoeste, Nor­des­te, Noroeste e nas regionais me­tro­politanas de Goiâ­nia e Apa­re­cida de Goiânia e no entorno do Distrito Federal). Veja, na página se­guinte, a programação da Se­mana nas regionais de Goiânia, Aparecida de Goiânia, do DF, Sul e Sudeste.

Quando questionada sobre al­guma atração ilustre, algum convidado de renome, Elaine disse contente que o convidado mais ilustre da Semana do MEI é o microempreendedor individual. Já sabe que não dá para perder, não é?

O diretor técnico do Sebrae-GO, Wanderson Portugal Lemos, pontual que o principal eixo do evento é de fato a capacitação com a realização de oficinas práticas que contribuem para a melhoria da gestão das microempresas.

— Com mais de cinco milhões de MEI no Brasil e mais de 200 mil em Goiás, a qualificação é o fator que vai fazer a diferença no desempenho dos negócios, ainda mais em um ano de muitos desafios econômicos. Com apoio de parceiros institucionais, o Sebrae realiza uma programação de atendimentos, esclarecimento de dúvidas, palestras e realização de cursos e oficinas.

Gerente do Sebrae-GO, Elaine Moura: “O convidado mais ilustre da Semana do MEI é o microempreendedor individual”

Gerente do Sebrae-GO, Elaine Moura: “O convidado mais ilustre da Semana do MEI é o microempreendedor individual”

Em Goiânia, as atividades da semana serão realizadas na sede do Sebrae-GO, no Shop­ping Estação Goiânia, no Shop­ping Mega Moda, na Faculdade Noroeste, na Pa­róquia Santa Lu­zia, no Salão Paroquial Padre Ce­sário, no Centro de Con­vivência do Idoso (CCI), na Associação Pró Melhoramento do Setor Pedro Ludovico, na Avenida Bernardo Sayão.

Na Região Metropolitana de Goiânia, o Sebrae tem ao seu lado parceiros como o go­ver­no de Goiás, a Agência Goiás Fo­men­to, o Banco do Brasil, o INSS, o Corpo de Bombeiros, a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) Municipal, a Caixa Cres­cer, a Agência Municipal de Meio Ambiente, a Receita Fe­de­ral, o Shopping Estação Goiâ­nia, o Shopping Mega Moda, a Fa­culdade Noroeste, a Frente Parlamentar das Micro e Pe­que­nas Empresas, a As­sociação Co­­mercial e Industrial da Ave­nida Bernardo Sayão, a Pre­feitura Municipal de Trin­dade, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Inhumas, a Prefeitura Municipal de Pal­meiras, CDL de Palmeiras, de Nerópolis e a Prefeitura Municipal de Ne­rópolis.

No interior, o Sebrae também está ao lado de vários parceiros institucionais, empresariais, prefeituras, secretarias públicas municipais e estaduais.

O diretor complementa que este é um trabalho que tem total aderência à missão do Sebrae de fomentar e fortalecer os pequenos negócios e que, além disto, é uma oportunidade ímpar para que os empreendedores possam ampliar seus conhecimentos e melhorar a gestão do negócio próprio. “Os resultados esperados são os mais positivos, visto que toda a programação é gratuita e que esperamos pelo maior número de participantes nos cursos, oficinas e atendimento, onde estarão a postos todos os órgãos e instituições que tenham, em suas atividades, relação direta com o segmento de pequena empresa. Esperamos a participação e presença de todos os empreendedores goianos na semana do MEI.

O Sebrae está com sua equipe de especialista pronta para o pleno atendimento”, conclui Portugal.

MEI

Conceitualmente, o Microem­pre­endedor Individual (MEI) é o empresário optante pelo Simples Nacional e enquadrado no Simei. Ele se enquadra na Lei Comple­mentar nº 128/2008, alterada pela Lei Complementar nº 139/2011, cujo faturamento anual bruto é de no máximo R$ 60 mil. Além disso, o MEI não tem participação em outra empresa como sócio ou titular e possui, no máximo, um único empregado que recebe um salário mínimo ou o piso salarial da categoria profissional. Ele também pode desempenhar suas atividades empresariais em sua própria residência ou até mesmo sem local fixo.

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Do­micílios, a PNAD 2013 do Ins­tituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estado goiano tem 474.589 autônomos, concentrados principalmente nos centros urbanos. O número representa 4% do total de autônomos do país. O Portal do Empre­endedor consta um saldo acumulado até janeiro deste ano de 206,8 mil MEI formalizados em Goiás. No Brasil, o total é de 5,65 milhões.

Dentre eles, listam Késsia e Bontempo. Eles contam das dificuldades e demandas que um negócio próprio tem; inovar, diz Késsia, é algo essencial. Recen­temente, ela tem se projetado na área de casamentos, focando a natureza. Bontempo também diz de sua vontade de crescimento.

Nisso, ambos concordam que o auxílio do Serviço foi e tem sido essencial. Ambos se formalizaram com a ajuda do Sebrae-GO e comenta que sempre se prontificam às capacitações da seccional. Késsia mesmo já viajou a Brasília, participando de eventos do Serviço. Em maio, já prontificam a fazer parte do evento, sejam nas palestras ou oficinas.

Confira a PROGRAMAÇÃO da  SEMANA DO MEI – 02 A 07 de maio de 2015

Screenshot_2

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA

Screenshot_3

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.