Marconi aumenta vantagem sobre Iris, e também lidera simulações de 2º turno

No principal cenário, com todos os candidatos, Marconi atinge 46% de votos válidos contra 34% de Iris. Para 40%, Marconi é quem tem mais condições de promover mudanças. Ronaldo Caiado lidera para o Senado. Vilmar Rocha ultrapassa Marina Sant’Anna e aparece em 2º lugar. Dilma Rousseff abre pequena vantagem sobre Aécio Neves em Goiás. Aprovação do governo de Goiás aumenta para 47% e avaliação do governador Marconi chega a 55%. Maioria acha que não haverá legado positivo da Copa

O tucano Marconi Perillo tem quase 380 mil votos de frente sobre o 2º colocado, na projeção de votos válidos

O tucano Marconi Perillo tem quase 380 mil votos de frente sobre o 2º colocado, na projeção de votos válidos      Foto: Wagnas Cabral

Iris Rezende: 2º colocado, com 28% Antônio Gomide manteve os 7% Vanderlan Cardoso tem 8%

Iris Rezende: 2º colocado, com 28%
Antônio Gomide manteve os 7%
Vanderlan Cardoso tem 8%

Afonso Lopes

Nova rodada da pesquisa Fortiori, a primeira com todos os candidatos a governador registrados após as convenções partidárias, aponta ampla vantagem do governador Mar­coni Perillo (PSDB), candidato à reeleição. Se a eleição fosse hoje, Marconi fecharia o primeiro turno com 46% dos votos válidos, contra 34% de Iris Rezende (PMDB). Na votação projetada, esses porcentuais representariam uma vantagem de Marconi sobre Iris de cerca de 378 mil intenções de votos válidos. O governador lidera também todas as simulações de segundo turno.

O deputado federal Ronaldo Caiado (DEM) mantém forte liderança na disputa pela única vaga de senador neste ano somando 35% de intenções de voto, mas Vilmar Rocha (PSD) aparece pela primeira vez em segundo lugar, com 14%. Marina Sant’Anna (PT) caiu para a terceira posição.

O instituto ouviu o eleitor sobre as rejeições aos candidatos ao governo e ao Senado. O governador Marconi Perillo oscilou negativamente 2 pontos, com índice de rejeição reduzido de 29% para 27%, enquanto Iris Rezende manteve-se em relação à pesquisa anterior, também com 27% de rejeição. Antônio Gomide (PT), com 20%, e Vanderlan Cardoso (PSB), com 18%, também oscilaram negativamente. Na disputa pelo Senado, o mais rejeitado é Ronaldo Caiado, com 18%. Vilmar é o segundo, com 10%, e Marina soma 8%.

O quadro eleitoral para a Presidência da República sofreu pequena alteração em relação à pesquisa anterior. A presidente Dilma Roussef(PT), candidata à reeleição, assumiu a ponta, com 29%, contra 25% de Aécio Neves (PSDB). Na pesquisa anterior, com apenas três candidatos, ambos apareciam empatados com 30%.

A pesquisa Fortiori foi realizada entre os dias 11 e 15 deste mês, e ouviu 800 eleitores em 71 cidades, apresentando margem de erro de 3,4% com intervalo de confiança de 95%, e está registrada nos Tribunais Regional Eleitoral e Superior Eleitoral.

O instituto Fortiori trouxe uma novidade nesta rodada ao pesquisar a opinião do eleitor a respeito do nome preferido para promover mudanças que o Estado necessita. Para 40% dos goianos, Marconi é quem mais teria condições de atender esse objetivo, enquanto Iris Rezende tem a preferência de 25%. Em terceiro lugar aparece Van­derlan Cardoso, seguido por Antônio Gomide.

 

Espontânea: governador chega a 23%, Iris tem 9%

conexao.qxd

Na pesquisa espontânea, em que o eleitor é informado apenas de que haverá eleição este ano, Marconi Perillo recebe a indicação de 23%. Na pesquisa anterior, ele tinha 21 pontos. Iris Rezende oscilou para baixo, de 10% para 9%. Vanderlan Car­doso e Antônio Gomide aparecem empatados com 3% cada. Elei­tores que se dizem indecisos neste momento somam 55%, um ponto menos que na pesquisa anterior.

 

Estimulada: variações dentro da margem de erro

conexao.qxd

Apesar da inclusão de três candidatos nesta rodada da pesquisa Fortiori/Jornal Opção em relação à rodada anterior, os porcentuais não apresentaram alterações substanciais, com todos os candidatos oscilando positiva ou negativamente dentro da margem de erro. Portanto, tecnicamente não se pode falar em queda ou crescimento. No entanto, a diferença entre Marconi e Iris quase saiu dessa margem, passando de 7% para 10%.

Marconi soma 38% das intenções de voto, 1 ponto a mais que a rodada anterior, o que representa 46% das intenções de votos válidos. Iris está com 28%, 2 pontos a menos, o que significa 34% dos votos válidos.

Vanderlan Cardoso, com 8%, 1 ponto menos que a pesquisa anterior, e Antônio Gomide, com 7%, estão estatisticamente empatados.

Na votação projetada do Jornal Opção, que leva em conta o número atualizado de eleitores registrados no TRE, e o histórico de abstenção, votos brancos e anulados da eleição de 2010, aplicados sobre os porcentuais de votos válidos da pesquisa Fortiori, Marconi teria hoje 1.450.810 intenções de votos válidos, contra 1.072.337 de Iris Rezende, o que significa uma vantagem de 378.473 intenções de voto.

conexao.qxd
conexao.qxd

 

 Marconi vence em todos os cenários de 2º turno

A exemplo do que se verificou na pesquisa realizada no mês de junho, Marconi Perillo mantém vantagem em todos os possíveis cenários pesquisados sobre a realização de um segundo turno. Enquanto o governador apresentou variação positiva em todas as simulações, Vanderlan e Gomide se mantiveram estáveis, e Iris oscilou negativamente 1 ponto.

conexao.qxdconexao.qxdconexao.qxdconexao.qxdconexao.qxdconexao.qxd

 

Rejeição – Marconi, Gomide e Vanderlan oscilaram para baixo. Iris se manteve

Entre os meses de junho e julho, Marconi Perillo, Antônio Gomide e Vanderlan Cardoso apresentaram, conforme pesquisas For­tiori/Jor­nal Opção, oscilações negativas de rejeição. Já Iris Rezende se manteve estável, registrando o mesmo índice nas duas rodadas. Neste levantamento, Marta Jane, do PCB, aparece na quinta posição, com 15%.

conexao.qxd

 

Maioria confia no governador para promover mudanças

Nesta pesquisa Fortiori/Jornal Opção introduziu-se um novo dado. O instituto apurou a opinião dos eleitores sobre qual é o melhor candidato a governador para fazer mudanças que Goiás precisa. Marconi lidera com 40%. Iris Rezende aparece em segundo, com 25%, seguido de Vanderlan Cardoso, com 9%, e Antônio Gomide, com 7%. Os demais candidatos tiveram menos de 1% de indicações.

conexao.qxd

 

Senado – Ronaldo Caiado mantém vantagem, e Vilmar Rocha ultrapassa Marina Sant’Anna

Ronaldo Caiado mantém liderança folgada, com 35% das intenções de voto Fotos: Fernando Leite/Jornal Opção

Ronaldo Caiado mantém liderança folgada, com 35% das intenções de voto
Fotos: Fernando Leite/Jornal Opção

Petista Marina Sant’Anna perde  a segunda posição na disputa Vilmar Rocha ganhou 2 pontos  e agora é o 2º colocado

Petista Marina Sant’Anna perde a segunda posição na disputa
Vilmar Rocha ganhou 2 pontos e agora é o 2º colocado

O líder na pesquisa For­tiori/Jornal Opção no mês de julho repetiu o desempenho agora em julho. O deputado federal Ronaldo Caiado oscilou negativamente 1 ponto, mas soma 35%, na pesquisa estimulada. Na segunda posição houve mudança. Em junho, Marina Sant’Anna apareceu com 18%. Nesta nova rodada, a petista perdeu 7 pontos, fechando com 11%. No mesmo período, Vilmar Rocha, que estava em terceiro lugar, com 10%, subiu para 14%, portanto acima da margem de erro do instituto.

Esse quadro se repetiu na pesquisa espontânea para o Senado, com liderança de Caiado, com 8%, variação positiva, de 3 pontos, no limite da margem de erro, seguido por Vilmar, com 3%, oscilação positiva de 2 pontos. Os indecisos somam 80%.

A pesquisa também levantou os índices de rejeição dos candidatos ao Senado. Caiado lidera com 16%, seguido de Vilmar, com 10%, e Marina e Aguimar Jesuíno (PSB), com 8%.

conexao.qxdconexao.qxdconexao.qxdconexao.qxd

 

Corrida presidencial – Dilma lidera com queda de Aécio Neves e Eduardo Campos

Dilma Rousseff caiu 1 ponto, mas mantém dianteira sobre os adversários Foto: Ricardo Stuckart Filho/ABr

Dilma Rousseff caiu 1 ponto, mas mantém dianteira sobre os adversários
Foto: Ricardo Stuckart Filho/ABr

A entrada de oito novos can­di­da­tos na pesquisa estimulada For­tiori/Jornal Op­ção entre os meses de junho e julho representou um de­sastre nos números de Aécio Ne­ves e Eduardo Cam­pos. Soma­dos, ambos perderam 11%, sendo 5 pontos de Aé­cio e 6 pontos de Eduardo. Com isso, apesar de ter os­cilado negativamente 1 pon­to, a presidente Dilma Rous­sef lidera a corrida presidencial em Goiás com 29%, 4 pontos a mais que Aécio, segundo colocado com 25%. Eduardo Campos é o terceiro, com 8%.

Dilma também lidera a pesquisa espontânea, com 21%, seguida de Aécio, com 11%. Nesse levantamento, 58% se dizem indecisos.

conexao.qxd

 

Governo goiano mantém aprovação, governo federal continua em baixa

A avaliação do desempenho do governador Marconi Perillo e da administração do Estado mantêm curva de oscilação positiva. Já o desempenho da presidente Dilma Roussef e do governo federal continuam com altas taxas de desaprovação.

O governo do Estado recebeu 47% de avaliações ótima e boa dos entrevistados, o que mostra uma oscilação positiva de 1 ponto em relação à pesquisa realizada no mês passado. Já os conceitos ruim e péssimo baixaram 3%, quase no limite máximo da margem de erro, totalizando agora 20%. O governo federal é avaliado como ótimo e bom por 26%, queda de 4 pontos em relação a junho, enquanto 39% o consideram ruim e péssimo.

O instituto Fortiori também apurou o desempenho pessoal dos governantes. O governador Marconi Perillo é aprovado por 55%, que representa variação positiva de 2 pontos, e reprovado por 28%, queda de 5 pontos em relação ao mês de junho. A presidente Dilma é bem avaliada por 34%, oscilação negativa de 2 pontos, e mal avaliada por 50%, variação negativa de 1 ponto.

conexao.qxdconexao.qxdconexao.qxdconexao.qxdconexao.qxdconexao.qxd

 

Para 59% dos eleitores goianos, não haverá legado positivo da Copa

O mau humor com o desempenho medíocre da seleção brasileira na Copa do Mundo se estende também ao chamado legado positivo do evento. A maioria dos eleitores do Estado não acredita que haverá qualquer benefício socioeconômico para a população. Apenas 37% são otimistas.

conexao.qxd

 

PESQUISA DE OPINIÃO
DIAGNÓSTICO POLÍTICO – ESTADO DE GOIÁS

OBJETIVO
Fazer um diagnóstico político no estado de Goiás.

METODOLOGIA
Pesquisa quantitativa, por abordagem randômica, através de realização de
entrevistas pessoais com aplicação de questionários estruturados junto à amostra definida da população.

PLANO AMOSTRAL

  • Universo – eleitores residentes e domiciliados no estado de Goiás.
  • Tipo de amostra – amostra não probabilística, por cotas proporcionais às variáveis de sexo, idade, grau de instrução e local de moradia.
  • Tamanho da Amostra – 800 entrevistas.
  • Intervalo de confiança e Margem de Erro – Para um intervalo de confiança de 95%, a margem de erro máxima é de 3,4%.
  • Data da coleta de dados – 11 a 15 de julho de 2014.
  • Sistema interno de controle e fiscalização
  • O trabalho de coleta de dados foi feito por entrevistadores treinados, acompanhados por supervisores. Foi feita uma checagem de 10% dos questionários, como determina as normas para esse tipo de levantamento.
  • Registro – TRE número GO-00048/2014 e TSE BR-00229/2014

RESPONSABILIDADE TÉCNICA
Fortiori – Pesquisa, Diagnóstico e Marketing

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.