Inovação goiana ganha espaço no Rio Info 2014

Aplicativos, games e educação serão destaques goianos no evento internacional

As 7 Chaves de Kairós usa a planta de Goiânia, onde bonecos podem interagir entre si

As 7 Chaves de Kairós usa a planta de Goiânia, onde bonecos podem interagir entre si

Yago Rodrigues Alvim

Os empresários do setor de Tecnologia da In­for­mação (TI) do Es­tado de Goiás têm im­plementado inovação e conquistado clientes dentro e fora do Brasil, “na ve­locidade da luz”. As fronteiras co­merciais para essas empresas já não existem mais, pois elas são referências de boas práticas para o mundo. Três empresas goianas foram selecionadas para apresentar seus projetos na 6ª edição do Salão Nacional de Inovação, que será realizado durante a 12ª edição da Rio Info 2014. O evento começa nesta segunda-feira, 15, e vai até a quarta-feira,17, em São Conrado, no Rio de Janeiro (RJ).

“O Rio Info 2014 é considerado o maior evento de TI da América Latina. Constatamos que o setor de TI em Goiás ganha mercado e avança na escala do conhecimento, afinal, à medida que investe em bons projetos, os resultados aparecem. O Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) atua de forma contínua e crescente na capacitação, consultoria e atendimento das microempresas e empresas de pequeno porte em Goiás e no Brasil”, diz o diretor-superintendente da seccional goiana do Sebrae, Manoel Xavier Ferreira Filho.

Segundo ele, os números do segmento crescem e os resultados são comprovados pelos vários órgãos de pesquisa e dados estatísticos nacionais e internacionais.

Tais como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Cadastro Geral de Em­pregados e Desempregados (Ca­ged), pesquisa Global Entrepre­neurship Monitor (GEM) e Se­brae. “As micro e pequenas em­pre­sas somam mais de sete mi­lhões de unidades formalizadas no Brasil, o que equivale a 99% do total de empresas formais. E­las respondem por 27% do PIB. Exis­tem 8,9 milhões de empre­endi­mentos optantes do Super­sim­ples. As empresas geram 52% dos empregos com carteira assinada no Brasil e por 70% das novas vagas geradas a cada mês e pagam 40% da massa salarial”, argumenta.

Diretor Manoel Xavier: “As fronteiras comerciais para as empresas goianas já não existem mais, pois elas são referências de boas práticas para o mundo”

Diretor Manoel Xavier: “As fronteiras comerciais para as empresas goianas já não existem mais, pois elas são referências de boas práticas para o mundo”

Salão da Inovação

O Rio Info 2014 é realizado pela Associação das Empresas Bra­si­leiras de Software (Asses­pro), em parceria com a Riosoft e TIRio. O gestor dos projetos de Desenvol­vimento da Tecnologia da Informação e Desenvol­vi­men­to das Startups, Francisco Lima Júnior, explica que é um evento que reúne grandes especialistas da área de tecnologia. Em forma de congresso, eles compartilham informações como o uso de novas tecnologias ou para onde caminha a comercialização de software. São realizadas diferentes competições, sendo uma delas o Salão Nacional de Inovação.

Francisco explica que, no salão, os organizadores contam com a capilaridade de alguns parceiros, como unidades da Softec e do Sebrae nos Estados, para selecionar os projetos mais inovadores que participaram do evento. “Nós abrimos uma divulgação em diversos canais ligados à tecnologia, co­mo sindicatos, universidades. As em­presas inscreveram seus projetos. Depois, nós fizemos uma análise com consultores especializados pa­ra escolher quais projetos tinham mais ligação com o evento”, explica.

Esse ano, os temas do Salão foram Aplicativo (APP), Educa­ção, Games e Internacionalização. “Nós participaremos de três. O ‘Talk Process’, na categoria de APP, deixou a metodologia tradicional de software e investiu em inovação. O aplicativo tem excelente prospecção. O ‘As 7 Chaves de Kairós’ veio de uma pequena parceria com o Medialab, da Universidade Federal de Goiás (UFG), para conhecermos os diferentes projetos de games que eles têm. A área de pesquisa de games existe dentro da universidade e usam tecnologia inovadora. Já o ‘Sistema Zeus’ é uma startup, que já tinha parceria com o Sebrae. A consistência do projeto é algo que o evento requer”, apresenta o gestor.

Francisco comemora a participação no Salão: “Nós recebemos a missão do Rio Info com muita satisfação. Primeiro, por realizarmos uma seleção muito bem feita, levando projetos do Estado que nos representa muito bem. Assim, mostramos para o Brasil inteiro o que Goiás tem produzido nessas áreas.

Segundo, não é uma competição que prevê premiação em dinheiro, e sim que propõe uma visibilidade muito grande, pois, o Rio Info é um evento que congrega empresas do Brasil inteiro e internacionais também. É uma chance de mostrar a importância que tem para o mercado”.

Talk Process, As 7 Chaves de Kairós e Sistema Zeus são vitrines de inovação goiana no Rio

artigo_jose maria e silva.qxd

O designer Mário Busato (à esq.) e o professor Cleomar Rocha (à dir.) trabalham no desenvolvimento do game

Fernando Barros de Sá é empreendedor na Barros e Sá. Foi lá que surgiu o Talk Process. O aplicativo, explica ele, é fruto de um investimento na área de inovação que a empresa fez: “Há seis anos, colocamos duas pessoas para pensar a inovação. A ideia era fazer algo novo, para outro mercado. E, hoje, depois já temos um produto consistente”.

O Talk Process é uma plataforma de desenvolvimento, que vai além da melhoria de processos de negócio. Trata-se de uma solução voltada para atuar em três frentes: apoiar as iniciativas de me­lho­ria/redesenho de processos de ne­gócio; ser uma base de conhecimento dos processos para o dia-a-dia de trabalho; e ser um e-learning automatizado dos processos, para treinamento de colaboradores.

Segundo Fernando, o aplicativo representa um meio simples e revolucionário de eliminar as resistências às mudanças, influenciar padrões de comportamento e desenvolver a cultura de melhoria contínua impulsionada pelos próprios funcionários. “Seus diferenciais consistem em reduzir os custos dos projetos, aumentar a capacidade de atuação dos profissionais de processos, facilitar o aprendizado dos processos pelos funcionários, ao mesmo tempo que valoriza os funcionários e os faz se sentirem donos das mudanças”, explica.

Por meio de um ambiente virtual de colaboração, ao estilo de redes sociais, a solução Talk Process utiliza seus conhecimentos e experiências (crowdsourcing) para tornar os processos mais aderentes à realidade de trabalho e desenvolve o espírito de equipe integrando os funcionários, independentes das distâncias.

A parceria com o Sebrae seguiu os passos explicados por Fran­cisco. Assim, “eles selecionaram o nosso como a inovação que mais se destacou”, ressalta Fernando. Segundo o empresário, apenas o fato de ter sido escolhido no Estado de Goiás já é uma premiação muito boa, pela visibilidade que proporciona: “Se conseguirmos ficar en­tre os três finalistas será fantástico, pois é muito difícil você se so­bres­sair no meio de tanta gente de Es­tados que investem muito em ino­vação, como São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.”

Zeus

artigo_jose maria e silva.qxd

O Sistema Zeus permite que o estudante acompanhe seu desempenho e possibilita até bolsas de estudo

Julio Alfredo Moreira Sousa Junior é analista de sistemas. Ele trabalha na JJ Informática. Sua atuação na área da educação começou em 2004, quando criou um site chamado “Rumo ao ITA”, que é voltado para quem estuda para o vestibular do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Atualmente, ele tem uma empresa chamada WebScientia que é responsável por três sites: “Rumo ao ITA”, “Futuro Militar”, para quem estuda para escolas militares e o “Projeto Medicina”.

O Sistema Zeus, escolhido para ser apresentada no evento, é uma plataforma de realização de simulados. Os colégios parceiros disponibilizam os testes. Isso, segundo ele, ajuda os colégios a prospectarem bons alunos, além de contribuir para que os usuários possam melhorar seu desempenho, sabendo seus pontos fortes e fracos.

“A participação surgiu com um projeto que encaminhamos para o Sebrae. Era um projeto bem incipiente, só uma ideia, e nós fomos selecionados pela inovação que ela tinha. O sistema permite a montagem de um horário de estudo, con­forme o desempenho no si­mulado. Basicamente, o aluno re­solve o simulado e tem o resultado. Nós montamos o horário conforme a evolução no simulado. Nossa ideia é que o aluno consiga resolver o simulado gratuitamente e indefinidamente”, explica.

Julio ressalta a participação no Salão da Inovação: “Para nós é muito importante, pois além da exposição da tecnologia do nosso produto, nós exporemos o impacto social que nosso sistema gera”. Se o desempenho do estudante é muito alto, ele tem chances de ganhar bolsa de estudo nesses colégios. Portanto, o Sistema Zeus é tecnologia aliada à educação, que muda a vida das pessoas. “A nossa empresa tem um caráter social, pois além do lucro, geramos um impacto social”, pontua.

A expectativa do empresário é conhecer outros negócios da área de tecnológia educacional e com, base nelas, ter inspirações, novas ideias para fazer uma empresa, um produto melhor, para gerar mais impacto na vida das pessoas.

Analista de sistemas Julio Alfredo: “Usamos a tecnologia aliada à educação para mudar a vida das pessoas”

Analista de sistemas Julio Alfredo: “Usamos a tecnologia aliada à educação para mudar a vida das pessoas”

7 Chaves

Marcelo Ricardo Quinta é professor de informática da UFG. Sua área é tecnologia móvel: dispositivos mó­veis, aplicativos, entre outros. Assim que en­trou na universidade, Marcelo conheceu o professor Cleomar, do Media Lab. Lá, explica ele, existem diferentes áreas e uma delas trabalha com tecnologia, criação de produtos inovadores. “Eu tinha um aluno que queria fazer um jogo e o Cleomar tinha alunos de design que queriam fazer o projeto do jogo. Juntamo-nos e pensamos numa ideia de jogo. Assim surgiu o ‘As 7 Chaves de Kairós’”.

Ele explica que não se joga apenas com o dedo na tela. “Seu personagem é um boneco que in­terage com a tela. Você pode brincar ali dentro e salvar como você está indo no jogo. É possível ter in­teração. O jogo é baseado em al­gumas questões culturais e locais. O mapa tem um desenho de Goiânia. O mercado, a praça central. O personagem encontra amigos e inimigos, que o ajudam a chegar ou não a seu objetivo. Tem ataque, defesa, poderes especiais; e o jogador vai melhorando, com as interações, o boneco dele”, conta.

O desenvolvimento do jogo começou no início desse ano. Não tem um objetivo específico: você tem um personagem e pode caminhar pelo mundo, interagindo com outras pessoas de todos os lados. O boneco vai andando e desvendando alguns problemas. Marcelo diz que o projeto desses problemas está sendo feito e que deve sair em outubro.

A parceria com o Sebrae veio através do Media Lab, que tem muitos projetos rodando pela ci­dade. Um deles é de game. “Nós a­presentamos esse jogo para o Se­brae e foi o de maior interesse pa­ra apresentarmos no Rio Info”, diz.

A expectativa, segundo Marce­lo, não é só apresentar o trabalho. “Nós queremos mostrar o que a cena goiana está produzindo: uma ideia diferente, pensando em inovação, interação. O evento também é aberto para o mercado e se conseguirmos o aporte de alguém que queira investir no jogo é melhor ainda”, ressalta.

O 7 Chaves ainda está em de­sen­volvendo e a versão 1.0 será en­tregue até o fim do ano. Ainda as­sim, a ideia já está funcionando com um bonequinho bem simples, que roda, anda, muda o ce­nário. “Goiânia não é conhecida co­mo um polo dessa área. O Bra­sil também não é. Para nós, ter essa visibilidade internacional é sensacional. Portanto, só participar é uma validação incrível”, conclui.

Por fim, o gestor Francisco Júnior comenta que a visibilidade não é apenas para quem está apresentando um projeto. A participação fomenta os outros empreendedores de Goiás e os incentiva a criar e apostar na inovação, em suas empresas. Além dos três projetos que serão apresentados, mais quinze empresas participarão como ouvintes, conhecendo o que está acontecendo no mercado nacional para empregar esse conhecimento, posteriormente, em seus negócios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.