O delegado Waldir Soares (UB), vice-presidente do União Brasil em Goiás, explicou que Bruno Peixoto (UB) apenas suspende suas ações de campanha para que isso aconteça no momento certo. “O Bruno diz que desiste de um sonho, mas ele deixa o nome dele sempre à disposição. A escolha do candidato dos partidos aliados, UB, MDB e demais partidos da base, deve acontecer em agosto, numa Convenção. Todos os que estão filiados no União Brasil, nos partidos da base, todos que tenham condições políticas estão aptos para ser prefeito de Goiânia”, afirmou.

Waldir ratificou que a candidatura do candidato passa por uma construção, por pesquisas políticas e escolha do perfil adequado. É uma decisão de todos os partidos da base, bem como do governador e de Daniel Vilela. Existe a interpretação de que a intensificação das ações de campanha Bruno Peixoto incomodou o partido. Interlocutores consideram que as ações de Bruno foram precipitadas e desagregadoras, e que isso incomodou o partido.

Na manhã desta quarta-feira, circulou a informação de que o então pré-candidato à Prefeitura de Goiânia, o deputado estadual Bruno Peixoto (UB), havia recuado na disputa pelo Paço Municipal.