O pré-candidato do MDB, o suplente de deputado federal Felipe Cecílio, criticou a condução política e administrativa do prefeito Rogério Cruz (Republicanos) à frente da Prefeitura de Goiânia. O emedebista taxou a atuação do chefe do Executivo como de má qualidade e disse que isso fomenta a polarização do pleito entre PT e PL.

“A má gestão do prefeito Rogério Cruz (Republicanos) abriu espaço para que políticos que contribuem sistematicamente com a polarização que vimos nas eleições presidenciais de 2022, e que tanto atrapalha o crescimento do nosso país, entrassem na corrida pela prefeitura”, afirma Felipe Cecílio.

Mas, por outro lado, ele avalia que o eleitor goianiense não cederá espaço para os candidatos da polarização do cenário nacional, “sejam eles do PT ou do PL, que preguem o extremismo”. Nossa capital precisa avançar em diversos setores, e o trabalho a ser feito pelo próximo prefeito precisa estar livre de questões ideológicas”, arremata.

Pesquisas qualitativas recentes mostram que a maioria do eleitor da Capital tem preferência por um perfil de gestor, que possa garantir a manutenção dos serviços básicos da cidade. Para Felipe, os moradores clamam por uma gestão que recupere a qualidade dos serviços públicos, como a coleta de lixo.

Leia também: A nova aposta do partido Novo para a Prefeitura de Goiânia

Adriana Accorsi e Vanderlan Cardoso ganham espaço com indefinição “da base”