A força da primeira-dama de Goiás, Gracinha Caiado, em uma disputa ao Senado Federal nas eleições de 2026 foi foco de declarações de diversas lideranças durante o Encontro Nacional do União Brasil realizado neste sábado, 15, em Aparecida de Goiânia. O destaque político é reflexo do trabalho social liderado por ela e que colocou o Estado no segundo lugar do Brasil em redução de pobreza.

À frente das ações sociais, Gracinha Caiado se destaca pela atuação junto às pessoas vulneráveis, com resultado direto na transformação da realidade de inúmeras famílias goianas. “Tenho um compromisso na minha vida, o que se fala em palanque tem que ser cumprido”, ressaltou ao citar que o partido é comprometido com a área.

“Goiás é o estado que rompeu o ciclo da pobreza, onde o PIB é o dobro da média nacional”, enfatizou Gracinha ao citar os investimentos executados na área que alcançam a ordem de R$ 3 bilhões. Após a posse da nova direção, o União Brasil promoveu o primeiro encontro nacional com foco nos próximos pleitos eleitorais e reuniu 6 mil participantes, com a presença de 148 prefeitos e representantes de 230 municípios goianos.

“Nós temos uma política social que é algo impressionante”, reconheceu o governador Ronaldo Caiado ao falar aos participantes do evento. Casados há mais de três décadas, ele assume hoje lugar de destaque como possível candidato à presidência e acredita que a candidatura de sua esposa abre oportunidade de mostrar ao Brasil as estratégias consolidadas em Goiás.

“Os baianos terão a alegria de fazer uma senadora por Goiás, uma mulher maravilhosa”, afirmou o vice-presidente do partido e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, que citou que Gracinha é natural de Feira de Santana, na Bahia. Para ele, esse é o momento de lutar por um Brasil melhor. “A gente não aguenta mais as desigualdades, a pobreza e falta de oportunidades. A gente não aguenta um país que deixa os seus filhos em segundo plano. Eu sei que não estamos em 2026, mas hoje venho a Goiás como quem sonha que esse país seja diferente”, afirmou.

Senador pelo Paraná, Sérgio Moro enfatizou que o partido tem nomes fortes para as próximas disputas eleitorais e que a candidatura de Gracinha Caiado ao Parlamento é uma das mais sólidas no estado. “O União Brasil está apresentando um consórcio de grandes lideranças. Temos a futura senadora por Goiás que é Gracinha”, enfatizou. A senadora tocantinense, professora Dorinha, frisou que os programas sociais goianos são exemplo para o Brasil. “Estivemos aqui para conhecer os trabalhos que vocês realizam em Goiás, cuidando de gente, cuidando das crianças e das mulheres”, reconheceu.

“Goiás tem a maior rede de proteção social do Brasil”, afirmou o vice-governador e presidente do diretório estadual do MDB, Daniel Vilela, em exaltação ao trabalho da primeira-dama que comanda o Goiás Social, iniciativa que realiza mapeamento de lacunas sociais e indica estrategicamente programas de proteção social. “O União Brasil será o partido que vai levar ao Senado a mulher mais preparada para liderar os programas sociais do Brasil”, acrescentou.

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Bruno Peixoto, endossou a solidez da candidatura ao Senado. “Uma salva de palmas a Dona Gracinha, nossa pré-candidata ao Senado”, afirmou ao empenhar apoio. A deputada federal Silvye Alves reforçou a importância da participação feminina nas eleições e a presença de nomes de representação. “Dona Gracinha, já está no Senado, porque se depender de mim, vou caminhar junto com a senhora”, afirmou.

Pré-candidato à prefeitura de Goiânia, Sandro Mabel falou da cumplicidade entre a primeira-dama e o governador Ronaldo Caiado. Candidato em Aparecida de Goiânia, o atual prefeito, Vilmar Mariano também elogiou a trajetória política de Gracinha.