O presidente da Câmara de Dirigentes Jovem de Goiânia (CDL Jovem), Eberth Oliveira Motta Júnior, discutiu, na Tribuna Livre desta quinta-feira, 18, o Dia Livre de Tributo na Câmara Municipal. O movimento nacional ocorrerá na próxima semana, dia 25.

O pedido para trazer esse debate à Câmara Municipal foi feito pelo vereador Lucas Kitão (PSD), que é o autor de um Projeto de Lei (PL) que visa instituir a data em Goiânia. O parlamentar convidou o dirigente para participar do debate no Legislativo Municipal.

“O dia é uma iniciativa para mostrar o quanto é pago de imposto, como acontece nos combustíveis, por exemplo, e a CDL vai deixar claro para a sociedade o quanto é pago de imposto. É algo que precisa ser debatido na Câmara Municipal, nas assembleias legislativas, no Congresso Nacional e no Executivo”, justificou Kitão.

Segundo o presidente da CDL Jovem Goiânia, o Dia Livre de Tributo é celebrado há 15 anos, com o objetivo de fomentar o debate e aumentar a conscientização sobre a carga tributária no país.

“Os comerciantes, empresários e prestadores vão oferecer os serviços sem o repasse de impostos à população. Isso dá consciência à população”, pontuou Eberth.

Sem impostos

Na próxima quinta-feira, 25, será realizada uma ação de conscientização que envolverá a redução de até 50% nos preços de produtos selecionados pelos dirigentes lojistas, com o intuito de repassar esses descontos para a população.

Além disso, em Goiânia, está em andamento um PL que propõe a criação da data no município. Essa iniciativa visa isentar o Imposto Sobre Serviços (ISS) no primeiro dia útil da segunda quinzena de março, com o objetivo de reduzir os preços dos produtos e conscientizar a população sobre o tema.