Tyre Nichols, um homem negro dos Estados Unidos, morreu no hospital em 10 de janeiro. Três dias antes, ele estava dirigindo em uma rua da cidade de Memphis, no Estado do Tennessee, quando foi parado por cinco policiais, também negros.

Durante a abordagem para ser preso, ele teria sido espancado brutalmente. Com a morte e a divulgação do vídeo, as autoridades do município enfrentam uma onda de protestos, após a divulgação de vídeos gravados pelas câmeras dos uniformes dos cinco ex-policiais da cidade. Eles  mostram a ação truculenta dos agentes a um motorista, que o levou à morte em poucos dias.

Os cinco policiais chegaram a ser presos, mas quatro deles já pagaram fiança e foram soltos.

Os cinco policiais, também negros, foram afastados das funções e presos, mas quatro deles já foram soltos | Foto: reprodução
Os cinco policiais, também negros, foram afastados das funções e presos, mas quatro deles já foram soltos | Foto: reprodução

O caso é o primeiro do gênero sob a presidência de Joe Biden.

Cidade da música  

A cidade norte-americana é localizada às margens do rio Mississipi, no sudoeste do Tennessee e é famosa pela música, com influência de blues, soul e rock’n’roll, ritmos que têm sua origem naquela região. A cultura local é muita influência pelos negros.

Caso George Floyd

George Floyd teve o pescoço pressionado pelo joelho de um polícia até a morte | Foto: reprodução
George Floyd teve o pescoço pressionado pelo joelho de um polícia até a morte | Foto: reprodução

A morte de mais um afrodescendente relembra o caso de George Floyd, de 40 anos, que morreu asfixiado em abordagem desastrosa de um policial branco, em 2020. Naquela época, imagens mostrando os últimos momentos do homem, com o joelho do policial pressionando o seu pescoço no chão, e dizendo “I can’t breathe!” (“não consigo respirar!”), desencadeou ondas de manifestações pelo país.

Assista ao vídeo (atenção cenas fortes):