A 1ª Delegacia de Polícia Civil de Valparaíso de Goiás, prendeu nesta terça-feira, 25, David Ferreira Pinto, com nome social Juliana Ribeiro, pelo crime de extorsão. Segundo a investigação, Juliana é suspeita de atuar na exploração sexual de diversas garotas de programa. De acordo com a Polícia Civil, a suspeita oferecia abrigo para as vítimas, com a promessa de uma vida melhor, mas as mantinha em cárcere privado.

Em maio, a polícia resgatou oito transexuais, sendo uma delas de 14 anos. As vítimas eram ameaçadas de morte e obrigadas a se prostituírem em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal.

Caso alguém desejasse deixar o local, essas pessoas eram agredidas com socos, facadas e puxões de cabelo, e até um taco de beisebol era utilizado, além do apoio de outras transexuais.

Com a prisão da suspeita, o inquérito foi concluído e encaminhado ao Ministério Público pelo crime de extorsão.

O Jornal Opção não conseguiu contato com a defesa da suspeita. O espaço está aberto.

Juliana, suspeita de ameaçar e obrigar transexuais a se prostituírem | Foto: Polícia Civil