Um empresário de 73 anos foi preso na segunda-feira, 14, suspeito de estuprar a própria neta, de 4 anos, em Caldas Novas. O idoso, que possui influência no comércio da cidade das águas quentes, foi denunciado pela própria filha, mãe da criança, após a vítima contar sobre os abusos. 

O homem se preparava para viajar a Minas Gerais no momento em que foi preso, conforme a Polícia Militar (PM). O idoso disse à corporação que a criança havia se queixado de dores na região íntima e que, neste momento, resolveu olhar o local para tentar identificar o problema. Ele negou que tenha praticado os abusos.

A mãe da vítima, no entanto, não foi avisada pelo pai sobre as queixas da criança, que ficava com o suspeito para que a mulher pudesse trabalhar. A filha do idoso já suspeitava de que a criança poderia ter sido abusada, mas não imaginava que os crimes poderiam ter sido cometidos pelo empresário.

O suspeito foi conduzido à delegacia de Polícia Civil da cidade, mas por não ter sido preso em flagrante, foi liberado. A criança, por outro lado, passou por exames que comprovaram ferimento na região genital e, agora, irá passar por um tratamento psicológico com o auxílio do Conselho Tutelar do município. O caso é investigado pela PC.