A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu, na madrugada desta quinta-feira, 26, o quinto suspeito de envolvimento na chacina da família da cabeleireira Elizamar da Silva, de 39 anos. Ao todo, 10 pessoas foram mortas no crime.

O homem de 25 anos, conhecido como Galego, foi detido no Itapoã, no DF. Segundo a corporação, ele é suspeito de ajudar no sequestro de Thiago Gabriel Belchior, marido de Elizamar. Os outros quatro pessoas detidos por envolvimento no caso são: Gideon Batista de Menezes, Horácio Carlos Ferreira Barbosa, Fabrício Silva Canhedo e Carlomam dos Santos Nogueira.

O grupo é investigado por associação criminosa, extorsão mediante sequestro agravado pelo resultado morte, ocultação de cadáver e corrupção de menores.

Esta foi a maior chacina da história do Distrito Federal. Todas as vítimas já foram identificadas e tiveram os corpos localizados. Elas têm idades entre 6 e 54 anos. A expectativa é que o inquérito seja finalizado nos próximos dias.

Segundo o advogado da família de Elizamar, um dos suspeitos, Carlomam dos Santos Nogueira, disse, em depoimento, que o crime foi motivado por uma disputa de terras entre os suspeitos e duas das vítimas. A Polícia Civil ainda não havia confirmado a versão até a última atualização desta reportagem.