Por meio de câmeras de segurança, a Polícia Civil de Goiás (PCGO) conseguiu identificar Reginaldo Nunes de Moura, preso nesta quinta-feira, 23, suspeito de ser responsável pela morte da esposa Juscelia de Jesus Silva. Com base nas filmagens, os agentes montaram a rotina do marido na terça-feira da última semana, quando a vítima desapareceu no loteamento Recanto das Emas, em Goiânia.

No primeiro momento, Reginaldo é visto levando a filha de moto para o colégio em imagens capturadas às 6h19, voltando para a residência onde mora por volta das 6h35. Após o retorno, o casal retomou uma discussão sobre questões financeiras da noite anterior. Durante a briga, ele contou à PCGO que empurrou a vítima e ela bateu a cabeça no chão, morrendo no local. 

Na sequência, o suspeito saiu de casa mais uma vez às 10h20, com o mesmo veículo. Só que retornou às 10h46 com um carro emprestado pelo cunhado, irmão da vítima.

Com o corpo da esposa presumidamente dentro do porta-malas do veículo, Reginaldo é visto saindo de casa mais uma vez às 11h16, retornando dez minutos depois. Ele contou que envolveu o cadáver em plástico e amarrou com cordas para deixá-lo em terreno na zona rural de Abadia de Goiás.

Após desovar e retornar para a casa, o suspeito ainda foi visto saindo dois minutos depois do local. Segundo a Polícia Civil, ele foi preso em um hotel em Goianira com um carro emprestado por um amigo.