Nesta quinta-feira, 12, um modelo e instrutor de ginástica brasileiro de 27 anos foi encontrado morto em Milão, na Itália, encontrado com um saco plástico na cabeça. Segundo a mídia italiana, um dos suspeitos pela morte do brasileiro Gabriel Luiz Dias da Silva é o italiano aposentado Gianclaudio DB, de 71 anos, o dono do imóvel onde Gabriel morava e um parceiro da vítima.

Segundo o jornal “Corriere”, Gabriel foi para a Itália em 2019. Foi nesse ano que ele conheceu Gianclaudio. O brasileiro esteve os dois últimos dias de sua vida no apartamento do aposentado com amigos. 

Segundo Gianclaudio, houve uma festa de sexo e “muitas drogas”, mas não soube dizer quais eram as drogas em questão. Gianclaudio afirmou que a festa ocorreu na terça-feira, e que ele passou a quarta-feira dormindo no sofá e, na quinta-feira, encontrou o corpo do brasileiro na cama. Foi o próprio Gianclaudio que chamou a polícia. Ele é investigado por homicídio culposo (ou seja, sem intenção de matar).

A polícia está procurando as pessoas que participaram da festa. O corpo de Gabriel vai passar por uma autópsia para determinar se ele havia consumido drogas. Gianclaudio também foi submetido a exames para saber quais drogas ele consumiu.