Um adolescente de 17 anos foi apreendido após jogar explosivos de fabricação própria em uma escola que estudava, em São Paulo. Ele foi detido pela Guarda Civil Municipal de Monte Mort.

Segundo a polícia, com o jovem foi encontrado um coquetel molotov e uma machadinha. Felizmente, não houve registro de feridos. A Secretaria da Segurança Pública (SSP) paulista informou que ele jogou o artefato caseiro “que chegou a explodir no vaso sanitário”.

À Polícia Militar de São Paulo (PM-SP), testemunhas relaram ter sentido forte odor de gasolina nas imediações da instituição de ensino alvo dos atentados. No mesmo prédio funcionam as escolas Professor Antonio Sproesser, do governo estadual, e a municipal Vista Alegre.