OAB-GO deve optar por advogado de carreira para vaga do Quinto Constitucional

Em entrevista ao Opção Play, o advogado Aurelino Dias, candidato para compor a lista sêxtupla do Quinto Constitucional da Advocacia e disputar a vaga de desembargador no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), avaliou que a Corte Especial da Ordem dos Advogados do Brasil – seção Goiás (OAB-GO) deve optar por um advogado de carreira na disputa.

O bate-papo integra uma série de entrevistas mediada pelo advogado e autor da coluna Opção Jurídica, Márcio Messias Cunhas. Para acessar todo o material, clique aqui.

2
Deixe um comentário

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
ziro

Passei a vida inteira lendo decisões e acordãos do tjgo, conclusão, é preciso muda esse país, pois se depender dessa gente o povo está ferrado.

Silvio Vilela

No meu entendimento o quinto constitucional da advocacia não deveria existir, isso porque, cargo público deve ser preenchido por concurso, o advogado empossado pelo quinto não atende aos interesse da classe.