Marco Anthony Steveson Villas Boas

“Rorschach em Perspectiva Fenomênico Existencial — Seguro Cajado nas Caminhadas em Psicologia Diagnóstica”, do Professor Rodolfo Petrelli, incansável defensor dos povos indígenas e de suas culturas, é o resultado de uma trajetória profissional responsável, pautada na ética, por intermédio da qual suas experiências adquiridas em décadas de vivências, observações e pesquisas desenvolvidas com o instrumento Rorschach, no campo da Psicologia Diagnóstica, são compartilhadas com a sociedade. Sua substanciosa bagagem enriquecida pelos estudos de diversas populações o eleva ao patamar de vanguardista no psicodiagnóstico de índios brasileiros, com repercussões globais, tema de seu doutorado na Universidade de Roma.

Italiano — residente no Brasil desde 1973 — e brasileiro por opção, Petrelli traz em sua obra, de forma didática e sistematizada, um referencial teórico e técnico-metodológico consistente, tendo como base científica a fundamentação filosófico-conceitual de aplicação e interpretação do referido teste proveniente da Scuola Romana Rorschach, na qual foi sócio ordinário pelo Instituto Italiano di Studio e Ricerca Rorschach, em 1988.

Destaco a fundamental importância deste livro para a formação e atuação dos peritos psicólogos que militam no contexto forense. Estes podem e devem lançar mão da obra, notadamente na esfera pericial psicológica cível, trabalhista e criminal, sendo esta última uma das mais desafiantes para a magistratura brasileira, principalmente no contexto cujas vítimas são crianças ou adolescentes, como nos crimes de abuso e/ou estupro de vulnerável.

Como jurista,  desejo e espero que esta obra possa despertar o interesse na intensificação das pesquisas científicas direcionadas ao público infanto-juvenil, ainda muito incipientes em nosso País, além da expansão e aprofundamento dos conhecimentos necessários aos profissionais que integram as equipes multidisciplinares existentes nos diversos sistemas de Justiça, contribuindo significativamente, deste modo, para os avanços da Psicologia Jurídica na árdua tarefa de decifrar o “verdadeiro desconhecido” e subsidiar, com responsabilidade e ética, uma decisão judicial.

As demandas judiciárias estão cada vez mais exigentes, assim como os consequentes enigmas a serem investigados e decifrados, para responder aos questionamentos suscitados pelas partes envolvidas, bem como para a mitigação dos dilemas enfrentados pelos (as) magistrados ao proferirem sentenças.

Obrigado, professor Dr. Rodolfo Petrelli por compartilhar conosco sua história de vida, seus pensamentos, impressões e constatações, e brindar-nos com seu constructo teórico nesta valiosa obra, a qual contribui, significativamente, com a Justiça brasileira. 

Marco Anthony Steveson Villas Boas, doutor em Ciências Jurídico-Políticas, mestre em Direito Constitucional (FDUL/ Portugal), é desembargador do TJTO  e diretor Geral da Esmat.