Raduan Nassar vence o Prêmio Camões 2016

Instituído em 1988, o Prêmio Camões condecora “um autor de língua portuguesa que tenha contribuído para o enriquecimento do património literário e cultural da língua comum”

Reprodução

Reprodução

O escritor Raduan Nassar, de 80 anos, recebeu o Prêmio Camões 2016. Atribuído na segunda-feira, 30 de maio, o prêmio é considerado a mais importante láurea literária que condecora autores da língua portuguesa. Nassar é o 12º brasileiro a receber o prêmio Camões; este foi instituído em 1988 pelos governos de Portugal e do Brasil. O anuncio foi realizado já no cair da tarde em Lisboa, no Hotel Tivoli, pelo secretário de Estado da Cultura, Miguel Honrado.
Atribuído a “um autor de língua portuguesa que tenha contribuído para o enriquecimento do património literário e cultural da língua comum”, o Camões já agraciou os brasileiros João Cabral de Melo Neto (1990), Rachel de Queiroz (1993), Jorge Amado (1994), António Cândido (1998), Autran Dourado (2000), Rubem Fonseca (2003), Lygia Fagundes Telles (2005), João Ubaldo Ribeiro (2008), Ferreira Gullar (2010), Dalton Trevisan (2012) e Alberto da Costa e Silva (2014).

Lavoura

Seu primeiro e único romance foi publicado em 1975 | Foto: Reprodução

Alternadamente atribuído a portugueses e brasileiros, o Prêmio também laureou Miguel Torga (1989), Vergílio Ferreira (1992), José Saramago (1995), Eduardo Lourenço (1996), Sophia de Mello Breyner Andresen (1999), Eugénio de Andrade (2001), Maria Velho da Costa (2002), Agustina Bessa-Luís (2004), António Lobo Antunes (2007), Manuel António Pina (2011) e Hélia Correia (2015).
E ainda a fim de valorizar as várias literaturas africanas, a premiação foi atribuída ainda ao poeta moçambicano José Craveirinha, em 1991; o angolano Pepetela, em 1997 e em 2006, que recebeu o Camões em nome do também angolano Luandino Vieira, que recusou a láurea; e o poeta cabo-verdiano Arménio Vieira, em 2009, e o moçambicano Mia Couto, em 2013.
Nassar é autor dos romances “Lavoura Arcaica”, de 1975, e “Um Copo de Coléra”, de 1978. Ele ainda publicou “Menina a Caminho” (Contos, 1994) e “Menina a Caminho e Outros Textos (Contos, 1997).

Veja o trailer de “Lavoura Arcaica”, obra cinematográfica de 2001, dirigida por Luiz Fernando Carvalho.

Uma resposta para “Raduan Nassar vence o Prêmio Camões 2016”

  1. Avatar Des disse:

    Piada essa jornal, comemorando o Raduan, até o instante de seu discurso.

    Hipócritas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.