Os livros têm o poder de transformar uma vida?

Escrito pela tradutora Sandra Bianconi, “A menina que sonhava com livros”, é um conto de fadas moderno que exalta o amor pela literatura

Sonhos, viagens, conflitos, desafios profissionais, aventura e, acima de tudo, paixão pelos livros. Estes são alguns elementos que circundam a história de Maria Jacqueline na obra A menina que sonhava com livros, escrito pela tradutora paulistana Sandra Bianconi, que fez do mundo literário sua carreira, no Brasil e também na Itália.

Considerado um conto de fadas moderno, este romance Young Adult mostra a jornada desafiadora da protagonista Jacqueline, uma jornalista que transformou seu ávido amor pelos livros em uma profissão: curadora de manuscritos originais na editora Só Letras. Porém, o que era para ser o emprego dos sonhos desmorona rapidamente quando percebe que o único interesse da empreendedora é enriquecer e faz de tudo para isto, inclusive negócios ilícitos a fim de alavancar as vendas das obras.

O símbolo da editora, que sempre fora sinônimo de respeito em seus pensamentos, agora impresso no crachá de visitante carregado no peito, fazia-lhe sentir importante. Restituía-lhe aquela sensação perdida de trabalhar por amor. (A menina que sonhava com livros, p. 185)

Em meio aos dilemas e intrigas constantes, Jacqueline é obrigada a tomar uma decisão difícil – ir contra as vontades da editora de vender livros nos quais ela não acredita –, e consequentemente, colocar seu trabalho em risco. A protagonista deixa claro que discorda destas escolhas que têm apenas fins apenas lucrativos e fará de tudo para mudar este cenário. Mas, é a paixão de Jacqueline pelas obras que fará com que ela encontre um manuscrito especial, responsável por revolucionar sua vida profissional e pessoal para sempre.

A menina que sonhava com livros é uma história de resiliência, determinação, sucesso e novos começos. Traduzido também para o italiano – La ragazza che sognava i libri –, Sandra Bianconi compartilha com os leitores uma ideia muito poderosa: ler não é apenas legal, mas também necessário, pois os livros têm o poder de transformar a vida de inúmeras formas.

Formada em Letras, Bianconi tem quatro livros publicados. Entre eles, sua primeira obra “La scelta – Santiago nel Cammino”, uma autobiografia publicada em português e italiano, foi finalista em dois concursos literários internacionais na Itália: Prêmio Città di Como em 2018 e Prêmio Samnium de 2021. A tradução deste livro para o português “A escolha – Santiago no Caminho”, permaneceu na lista dos 29/100 mais vendidos na lista de best-sellers na Amazon. 

Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.