Orquestra Filarmônica executa obras pouco conhecidas de grandes compositores

Composições austríacas e suecas serão interpretadas nos Concertos Especiais da Filarmônica no Centro Cultural Oscar Niemeyer esta semana
Orquestra Filarmônica de Goiás apresenta Noites das Sinfonias com entrada gratuita | Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira, 25, às 20h30, no Centro Cultural Oscar Niemeyer, unidade da Secretaria de Cultura de Goiás (Secult Goiás), a Orquestra Filarmônica de Goiás continua com a temporada 2019 com o objetivo de mostrar ao público obras menos conhecidas de grandes compositores. Estão no programa as sinfonias número 5 de Haydn, a número 8 de Schubert e a número 3 de Berwald. A regência é do Diretor Artístico da instituição, Neil Thomson.

Frequentemente ao nome de Haydn junta-se o epíteto “o pai da sinfonia”. Tal título não lhe é devido apenas pelo enorme número de peças do gênero, mas principalmente porque ele ajudou a sedimentar o número de movimentos, o tipo de sonoridade e a escrita harmônica que viriam a pavimentar o caminho dos grandes sinfonistas do Romantismo.

Assim como Haydn, Schubert nasceu na Áustria e foi influenciado pelo cenário cultural do país. Apesar da alma boêmia e de sua vida breve em decorrência da sífilis, o compositor deixou um poderoso legado ao cenário musical: se aperfeiçoou no gênero lieder, no qual seria imbatível: a canção lírica, cantada. Estima-se que ele tenha composto cerca de 600 “lieders”, baseados em textos de Shakespeare, Heine e Goethe, entre outros autores. Essas canções fariam enorme sucesso de público e de crítica, a ponto de seu autor ter sido considerado, posteriormente, o maior poeta lírico da música universal.

O compositor sueco Franz Berwald também integra o programa do terceiro concerto do ano da Filarmônica de Goiás. Berwald não era dado a excessos expressivos, a sua formação era eminentemente clássica. Ainda assim, compunha obras repletas de originalidades. Sua formação é moldada numa concepção artística que se inscreve na tradição germânica, com particulares afinidades a Mendelssohn e Schumann.

O maestro

O maestro Neil Thomson é o regente titular da Orquestra desde 2014. Versatilidade, ousadia e uma imensa vontade de construir um projeto musical de qualidade que beneficie toda a população goiana, sem distinção. Com esse objetivo, o consagrado maestro britânico Neil Thomson chegou a Goiás em 2014 e aqui permanece trabalhando arduamente para que a Filarmônica de Goiás se consolide como uma das principais orquestras do Brasil.

Neil é responsável pela programação das temporadas da Orquestra, pelo planejamento das atividades da instituição, pela seleção do repertório a ser executado e pela preparação dos músicos e musicistas. O maestro conferiu ao corpo sinfônico uma exímia qualidade artística.

Nascido em Londres em 1966, ele estudou violino e viola na Royal Academy of Music (1984-87) e regência com Norman Del Mar no Royal College of Music (1987-89). De 1992 a 2006, foi Regente Titular no Royal College of Music, sendo o maestro mais jovem a ocupar este cargo. Foi nomeado membro honorário do RCM em 1994 pelos serviços prestados à instituição.

SERVIÇO

Concertos Especiais – A Noite das Sinfonias

Data: 25 de abril (quinta-feira)

Horário: 20h30 pontualmente

Local: Palácio da Música do Centro Cultural Oscar Niemeyer

Entrada gratuita

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.